Iniciando uma Rebelião #41 – s03e14 – Trials of the Darksaber

Contra a sua vontade, Sabine inicia o treinamento com o sabre-negro: a arma está diretamente ligada ao passado de Mandalore e ao clã Vizsla. Ainda: o primeiro mandalorian Jedi!

Lembrando sempre que este review assume que você já viu o episódio ou que não se importa de ler spoilers.

Clique aqui para os episódios anteriores.

Nota  do M’Y: 9.0 (0 até 10)

Trilha Sonora: Sabine’s Catharsis (Link)

Curiosidades:

  1. O título original deste episódio seria The Blade Trials, que se traduz como “As provas/desafios da lâmina”.
  2. Conforme já visto no episódio anterior, Warhead, os dois episódios surgiram de um script só.
  3. No início, Kanan procuraria a ajuda de Bendu para treinar Sabine, mas depois esse papel foi passado para Hera.
  4. Entre os equipamentos das pulseiras de Sabine, chamadas avambraços, estão: blasters (com tiros amarelos), um repulsor, uma corda energizada, um emissor de escudos (não visto neste episódio) e lançadores de dardos.
  5. Sabine pintou novamente seu quarto, incluindo Lando, sua amiga Ketsu e um desenho de Zeb e Kallus como amigos, entre outros.
  6. Este é um raro exemplo de animação 2D dentro de um show 3D, onde a animação 2D é usada para contar a história de Tar Viszla, o mandalorian Jedi e o sabre-negro.

315-bts-06_503b54ff

O Episódio: Em Atollon, Kanan mostra o sabre negro para Fenn Rau. Ele o reconhece, enquanto Kanan deve ter dado uma burlada nas aulas de história que o Yoda passou no templo. Nas palavras de Fenn Rau e Kanan Jarrus:

É o sabre negro, um símbolo para a Casa Viszla e depois, para o grupo chamado de Death Watch.”

“Eu não sabia que mandalorians desenvolveram um tipo de sabre-de-luz.”

“Nós não desenvolvemos. A lenda conta que ele foi desenvolvido mais de mil anos atrás por Tar Viszla, o primeiro mandalorian a ser indidcado para a Ordem Jedi. Depois de sua morte, os Jedi o mantiveram em seu templo. Isso foi até que membros da Casa Viszla se infiltraram e o liberaram. Eles usaram o sabre-negro para unificar as pessoas e derrotar aqueles que os opuseram. Uma vez, eles mandaram em Mandalore segurando esta lâmina. Essa arma é um símbolo importante para aquela casa e respeitada pelos outros clãs. Eu imagino que Sabine tenha ficado excitada em pegar ele de volta.”

Só que não. Fenn Rau acredita que Sabine pode liderar Mandalore com o sabre-negro, enquanto ela não quer. Sabine acaba aceitando treinar com a lâmina pelo que isso significa para a Rebelião. Ela, Kanan e Ezra se afastam da base para ensinar para a nossa mandalorian favorita. Eles iniciam com sabres de treinamento feitos de madeira e após dois dias Sabine ainda aprende demonstrando não querer estar ali. Logo, ela ganha de Fenn Rau dois avambraços mandalores, que ele explica serem feitos para lutar contra Jedi. Os presentes a deixam um pouco mais empolgada e ela vence. A vitória leva Kanan a dar uma grande bronca em Sabine e ela se afasta.

Descobrimos que os parentes de Sabine a tratam como traidora e Hera convence Kanan a deixar ela treinar com o sabre-negro. Jedi e mandalorian se desculpam e Kanan entrega o sabre para ela. Junto com Sabine, descobrimos coisas novas sobre os sabres: eles começam pesados e vão ficando mais leves conforme o usuário se conecta com ela. Kanan a provoca e ela solta tudo o que segurava: em seu tempo na academia Sabine ajudou o Império a desenvolver armas e estas armas foram utilizadas em Mandalore e sua família não ficou ao seu lado, considerou-a uma traidora. O episódio termina com Kanan, Ezra e Rau falando que esta família, a que ela escolheu, a seguirá e que só ela pode salvar a família original da prisão que se colocaram.

0b24f326a07f75f556a31969ddf03233

Belo fanart sobre as dúvidas de Sabine com o sabre-negro.

Opinião do Jair Yoda: Com uma trilha sonora fantástica, muitas vezes lembrando música oriental nas partes de treinamento, tivemos um grande episodio, focado basicamente nas personagens apresentadas e no desenvolvimento destas. A história de Sabine caminha talvez para situações em que ela não será apenas mais uma rebelde, mas a líder de uma força grandiosa na batalha contra o Império. Pouco a pouco, ela acaba se tornando a personagem mais interessante da tripulação da Ghost.

REBELS RECON #3.15