Iniciando uma Rebelião #40 – s03e13 – Warhead

Zeb, Chopper e AP-5 são obrigados a lutar contra um dróide imperial assassino enquanto o resto do time está fora fazendo treinamentos.

Lembrando sempre que este review assume que você já viu o episódio ou que não se importa de ler spoilers.

Clique aqui para os episódios anteriores.

Nota  do M’Y: 5.0 (0 até 10)

Trilha Sonora: Fighting the Infiltrator (Link)

Curiosidades:

  1. Esta história e a do próximo episódio, Trials of the Darksaber, deveriam ocorrer ao mesmo tempo no roteiro original. Elas eventualmente evoluíram para dois roteiros separados.
  2. A próxima versão do roteiro teria Rex e Zeb ao invés de Zeb e dróides e muito provavelmente era bem melhor.
  3. O depósito da Base Chopper é localizada na folha abaixo da folha de operações centrais. A base se espalha pelas folhas do coral todo.
  4. A música e as imagens da sequência inicial espelham o início de The Empire Strikes Back. O dróide ser cercado por vida é algo que acontecia em um dos roteiros do filme, onde a sonda atirava em um wampa (a criatura que ataca Luke).
  5. Hobbie e Wedge estão vestidos de uniformes de pilotos rebeldes.
  6. O display com a contagem regressiva no dróide é uma homenagem ao filme Predador.
  7. A imagem da visão do dróide imperial possui o número de produção do episódio em seu texto: WOLF314.
  8. Dave Filoni diz que gostaria de ter usado o mesmo modelo de K-2SO, mas que isso não foi possível devido ao tempo de produção.

warhead-star-wars-rebels-05_447c9ed4

O tamanho da coleção de modelos de dróides imperiais nunca deixa de me impressionar.

O Episódio: O Império lança várias sondas e uma delas, com um dróide de protocolo modelo Metropolis-1927 chega no planeta Atollon enquanto a base fica basicamente com Zeb, AP-5 e Chopper. Zeb e Chopper vão ver o local da queda e dão de cara o o dróide, trazendo-o para base, sem pensar direito em como diabos um dróide de protocolo foi parar naquele planeta. Chopper teria jogado o dróide fora e, talvez, uma vez na vida tivesse não tivesse dado merda.

AP-5 não consegue identificar ele como espião e reinicia o inimigo, aparentemente com a memória danificada. Fulcrum envia uma mensagem avisando que o dróide de protocolo é na verdade um dróide imperial de batalha modelo E-XD e que se lembra exatamente no momento em que AP-5 fala que a base é uma base rebelde. Zeb consegue machucá-lo, mas não o suficiente para destruí-lo. E-XD está procurando peças e energia para se reparar. É aí que Chopper vira a isca.

Ao ser derrotado, o dróide imperial coloca a si mesmo em mode de modo de destruição automática. Aí que Zeb tem uma ideia: enviar o dróide de volta ao Império, e ele explodir chegando lá. Zeb chama Hera de volta, quando Fulcrum novamente envia uma mensagem parabenizando os rebeldes pelo resultado. Porém, isso ajudou Thrawn: de mil planetas, agora ele sabe que os rebeldes estão em um dos 94 planetas para onde ele enviou dróides.

warhead-star-wars-rebels-10_9e8d2d41

Ferrou! Thrwan está chegando perto! Que tal fugir pra Dantooine?

Opinião do Jair Yoda: Warhead tem vários problemas, fazendo-o ser para mim um episódio bem fraco. A primeira curiosidade mostra que, talvez, não houvesse mesmo história suficiente para um episódio todo. O fato de meu texto ter sido pequeno aparentemente também comprova isso. Zeb não parece muito com um cara que supostamente foi o líder da guarda real de sua espécie. Supõe-se que um desses saberia que não se deve atirar dentro do depósito de munições, por exemplo. Sabemos que Rebels tem em mente um público menos exigente do que nós, adultos, mas a série é canônica e é difícil imaginar ele em carne e osso – e, sim, eu prefiro o Jar Jar. AP-5 pode ser chamado de AP-3PO. O dróide simplesmente tem sua personalidade copiada praticamente de cabo a rabo.

REBELS RECON #3.14

Sim, o YouTube oficial pulou o 12 e o 13.