Iniciando uma Rebelião #29 – s03e01 – Steps into shadow

Cerca de seis meses após o planeta Malachor, tudo mudou para os rebeldes que mais gostamos na galáxia (depois de Luke, Leia, Han e cia.). Ezra está mais forte, Hera cada vez mais dentro da estrutura da Rebelião, Kanan lutando com a cegueira, mas há novas e grandes ameaças: o Holocron Sith e o Grão-Almirante Thrawn! Sejam bem vindos à terceira temporada de Star Wars Rebels!

Lembrando sempre que este review assume que você já viu o episódio ou que não se importa de ler spoilers.

Clique aqui para os episódios anteriores.

Nota  do M’Y: 8.0 (0 até 10)

Trilha Sonora: Thrawn’s Arrival (link)

Curiosidades:

  1. Como parte de seu novo modelo nesta temporada, Zeb tem em sua armadura uma ilustração do joopa, o monstro que o comeu na segunda temporada.
  2. Como parte de seu novo modelo nesta temporada, Sabine tem em sua armadura uma ilustração da coruja convor, descrita a ela por Ezra.
  3. Hera tem agora em sua manga um emblema rebelde  indicando que ela é capitã.
  4. Uma versão da reação de Hondo à espetacular morte de Terba seria: “Eles podem voar!”
  5. Ezra chamando uma “44 scoop” (pode ser entendido como “esvaziada 44”) é uma referência aos códigos usados desde a primeira temporada, quando Kanan ordenou uma “22 pickup” (“pegada 22”) para que eles fugissem de Kessel.
  6. Está na primeira frase do artigo, mas se passaram cerca de 6 meses desde o final da segunda temporada. Estamos já dois anos antes da Batalha de Yavin (lembrando que o episódio 8 da primeira temporada é exatamente a comemoração de 15 anos do Império, 4 anos antes da Batalha de Yavin).
  7. No quarto de Ezra há um poster do corredor de pods Ben Quadrinaros, similar ao visto no quarto de Anakin em The Clone Wars.
  8. O conceito de Bendu havia sido criado para o episódio The Mystery of Chopper Base da segunda temporada. Até então,Bendu seria muito, muito distante maior e os rebeldes teriam construído a base em suas costas. Depois de retornar de uma missão, a base teria sumido, pois Bendu teria se movido.
  9. O termo Bendu vem dos primeiros tratamentos de George Lucas para Star Wars em 1973. Os Cavaleiros Jedi eram chamados de Jedi Bendu os os lados da luz e negro da Força se chamava, respectivamente, Ashla e Bogan.
  10. O Comandante Brom Titus foi visto pela última vez em Stealth Strike da segunda temporada, quando era um Almirante responsável pelo projeto Interdictor.
  11. Esse episódio marca a destruição da Phantom. O escritor que deu a ideia ganhou o apelido de The Phantom Menace.
  12. A menção ao General Dodonna no final do episódio indica que as Y-Wing capturadas irão para o Esquadrão Dourado visto no ataque à Estrela da Morte em A New Hope.

O Episódio: Ezra aparece com uma nova cabeça tanto em corte de cabelo quanto em pensamento. Vemos seu novo sabre-de-luz e uma nova postura, mais confiante, uma vez que lidera a missão para libertar Hondo e Terba da prisão. Neste momento, Ezra improvisa e mostra que ganhou experiência em relação à Força quando controla um walker para que este ataque suas tropas e se mate em seguida. Até a preocupação que havia da animação antes em não mostrar Ezra matando stormtroopers se foi. “Este realmente é Ezra?” “A maioria do tempo.” É possível ver em cada fala e cada ação um ímpeto de Anakin nele, efeito dos seis meses de uso do holocron do lado negro.

Governadora Pryce pede ajuda da sétima frota ao Moff Tarkin, o que nunca pode ser bom. Enquanto isso, Hondo mostra aos rebeldes uma base imperial no planeta Yarma onde “milhares” de caças estelares Y-Wing da antiga República estão sendo desmontados. Quando, logo em seguida, Ezra é promovido a Tenente Comandante, a distância que Kanan tomou do mundo é diretamente sentida. Notaram que ele não participou da missão?

Quando logo em seguida encontramos o Jedi, ele está barbudo e com uma máscara, meditando e escutando vozes que o chamam para algum outro lugar. Hera, sempre a mãe do time, pede para que ele vá conversar com Ezra, mas a conversa toma um rumo inesperado quando Kanan descobre que Ezra abriu o Holocron Sith e o pega do aprendiz.

steps-into-shadow01-1024x576

Ezra com seu novo sabre-de-luz. Desta vez não há estilingues de energia para atordoar stormtroopers.

A voz acaba se mostrando um ser da Força, Bendu, bastante similar aos grandes corais que formam o planeta. Bendu está no meio de Ashla e Bogan e foi acordado pela falta de balanço que Ezra e Kanan. Com ele, Kanan aprende a se ver e a ver as aranhas como elas são.

Entra Thrawn, que nós ainda não sabemos se continua a se chamar Mitth’raw’nuruodo, recentemente promovido à Grão Almirante, após uma vitória esmagadora sobre um outro grupo rebelde. “Eles serão os arquitetos de sua própria destruição”.

Enquanto isso, após escapar de dois TIE Fighter da Guilda de Mineração, Ezra muda o objetivo da missão ao ver que ao invés de milhares de Y-Wings, sobraram menos de 15. O que Ezra e cia. não sabiam era da existência de dróides gigantescos fazendo a segurança da estação. Para a sorte do grupo, há uma tempestade de raios que os ajuda. Eles também tem ajuda dos ugnaughts, mas essa ajuda não é suficiente para impedir que o grupo tenha que se separar, levando Ezra e Rex a atacar o centro de comando, enquanto Sabine, Zeb e Chopper tem que ser virar com os dróides.

steps-into-shadow04-1024x576

All hail Grand Admiral Thrawn.

Hera fala com o Comandante Sato para mobilizar a frota, e acaba indo na Ghost com Kanan atrás de salvar Ezra, que corta toda a energia da estação para liberar as 7 Y-Wings restantes. Porém, as naves estão sem hiperdrive, há um Star Destroyer com TIE Fighters e a Phantom foi destruída. Nessa hora chegam a Ghost, alguns caças A-Wing, duas CR90corvete e a Phoenix Home (o “porta-aviões” estelar). Diferentemente de outros imperiais, o Grão Almirante Thrawn manda a Governadora Pryce se retirar e deixar os rebeldes escaparem com seu mísero prêmio: 5 bombardeiros Y-Wing.

Opinião do Jair Yoda: Todos saúdem Thrawn! Para quem não conhece, o chiss Mitth’raw’nuruodo é um personagem do antigo Universo Expandido, hoje Legends, que surgiu na chamada Trilogia de Thrawn, escrita por Timothy Zahn. Herdeiro do Império, Ascenção da Força Sombria e O Último Comando foram relançados no Brasil no ano passado e tem até box. Na série de livros de 1991, Thrawn acaba sendo o imperial de ranking mais alto 5 anos após a morte do Imperador e, exímio estrategista, consegue colocar a Nova República em apuros. Os livros são considerados por muitos fãs alguns dos melhores já lançados sobre a saga, na época comparados ao que poderia ser os Episódios VII, VIII e IX (criou-se até uma lenda errônea de que realmente seriam).

O Thrawn que vemos aqui não é, obviamente, o mesmo. No novo universo canônico, a Trilogia de Thrawn não aconteceu. Não existem ysalamiris (lagartos que conseguem anular a Força) e Thrawn já tem um ranking bastante avançado no Império. A voz de Lars Mikkelsen caiu como uma luva no azulão. Lars é irmão de Mads Mikkelsen, o ator que faz Galen Erso em Rogue One. Outra voz que caiu muito bem é a do eterno Doctor Who Tom Baker, que foi o quarto Doutor, entre 1974 e 1981.

O episódio em si é bom. Não consegui achar grandes defeitos nele. Não que eu fique procurando, mas o episódio apenas não me fez ter toda aquela emoção. Acredito que parte disso seja efeito de ver Hondo de novo e outra parte a vontade de dar umas na cara do Ezra. Se essa foi a intenção dos roteiristas, acertaram facilmente.

Queria agradecer à minha colega de Jedicenter, Anna Erso, por ter iniciado o texto e encontrado as imagens! 😀

REBELS RECON #3.01