IGN entrevista Oscar Isaac sobre SW: TFA.

isaacIGN

Oscar Isaac está promovendo A Most Violent Year, seu mais novo filme e o IGN falou com ele sobre Star Wars: The Force Awakens. Nós do Jedicenter não deixamos você sem notícias e traduzimos. A seguir o que ele teve a dizer sobre as filmagens e o filme em si.

Conselho inicial de Han Solo

Falando sobre a cena do teaser, ele dentro da X-Wing: “Eu fiz um pouco [de treinamento de vôo] em um simulador, apenas por um dia,” ele disse, “mas no fim foi mais sobre a minha imaginação. Eu lembro que uma parte da minha preparação era pegar uma pequena nave e apenas brincar em minha sala com ela pensando sobre as coisas que eu costumava dizer quando eu estava lá.”

Porém, Isaac realmente recebeu alguns conselhos amigáveis de uma das co-estrelas do filme, com quem ele falou antes do início da produção. “É engraçado, porque eu falei com Harrison antes [da filmage]. Ele estava tipo, ‘A hora que você quiser subir, nós vamos voar.’ Eu estava tipo, ‘Isso é incrível!’ Então, em termos de agendamento, não foi possível encontrar tempo para fazer isso. Em última análise, ele era como, ‘Bem, você sabe, é o espaço. Portanto, é um pouco diferente quando você está voando na atmosfera.’ Eu não acho que ele tinha voado muito, na época que ele foi Han Solo pela primeira vez.”

Trabalhando com efeitos práticos

Algo que os que os fãs já ter notado sobre o novo filme de Star Wars é que ele parece ser uma boa mistura de efeitos práticos e CGI. Ao contrário da maioria dos Prequels, dizem, o Episódio VII está usando cenários reais e adereços reais. Sobre isso, Isaac confirmou que havia uma ênfase em sets físicos durante as filmagens. “Houve muito amor e muito cuidado nisso”, disse ele. “A coisa é que, quando você confia na mais recente tecnologia para contar a sua história – e só nisso – ela fica datada. E ela pode datar mal. Por outro lado, quando você realmente faz as coisas, eu acho que há algo sobre isso que é um pouco mais eterno.”

“Foi totalmente como viver um sonho de infância”, continuou ele. “Estar naqueles set e cercado por essas pessoas – falar com Anthony Daniels, vendo ele se vestir, e Peter Mayhew colocar a roupa de novo – foi incrível”

Quando perguntado se ele já se vestiu como um piloto rebelde quando era criança, como seu personagem em TFA, Isaac comentou: “Não… eu era um gonk droid. Essa era a minha roupa favorita. [Risos]”

O filme tem aquela sensação crua e livre de “Han Solo”

Isaac também enfatizou que, como a Trilogia Clássica, The Force Awakens irá focar em história e personagens, ao invés de espetáculo, e capturar aqueles momentos humanos em meio à ópera espacial. “Se você assistir Harrison Ford lá [nos originais], ele não dá a mínima, sabe? [Risos] Ele está apenas sendo uma pessoa real. Ele é engraçado. Você pode até mesmo ouvir pequenas liberdades e coisas assim… [é similar neste filme]. Há menos de uma formalidade, eu acho.”

“Eu acho que a coisa mais importante, a parte mais importante da história, é o aspecto emocional dela”, explicou o ator. “Eu acho que isso é o que a maioria de nós fomos instruídos: ‘O que é a emoção da coisa?’ O espetáculo é secundário a isso.”

Sobre a controvérsia de John Boyega ser um stormtrooper

Também, nem tudo é alegria sob os sóis de Tatooine. Na semana passada, o companheiro de Isaac, John Boyega, respondeu a comentários racistas sobre ele interpretando um stormtrooper no Episódio VII, e com razão, disse a essas pessoas para “se acostumarem com isso.” Isaac deu uma declaração semelhante, mas apontou o ponto positivo da recente controvérsia: “O que é bom sobre isso é, é como, ‘Você é um racista? Aqui está uma maneira perfeita de revelar isso para todos!’ [Risos] O que eu amei sobre o trailer também é que, tipo, o dedo médio gigante é a primeira coisa que você vê, logo de cara: o rosto de John – BAM! Por isso, é, sim, ‘apenas acostumem com isso’.

Adicionando, “em última análise, não é mesmo sobre a raça. É sobre uma história, e é sobre esses personagens. [Boyega é] um grande ator e ele é tão bom neste filme. E, você sabe, por que não? Mas o que é ótimo sobre isso também, mais ainda, é que a grande maioria ter sido tão vocal sobre isso, as pessoas que são reais, verdadeiros fãs que apoiam. [Risos] Eles saem e defendem e fazem-se ouvir. Eles realmente afogaram aquela negatividade muito rapidamente. eu acho que foi realmente maravilhoso, poder ver isso.”

Quando perguntado, Isaac esclareceu que ele não viu nenhuma filmagem adicional, mas tinha visto o trabalho de Boyega durante as filmagens.

Sobre aquele sabre-de-luz com guarda-mão

falando de controvérsia, tem ocorrido uma boa quantidade de debate sobre o novo sabre-de-luz, aquele com três lâminas. Nós aqui do IGN (e do Jedicenter também) defendemos ele, mas alguns fãs tiveram problemas com a sua praticidade.

Já para Isaac, ele parece estar no lado dos que amaram. “Eu acho que é espetacular”, ele disse. “É tão legal… Se Darth Vader tivesse um daqueles, ele não teria perdido sua mão!”