Conhecendo o Escolhido – Parte 3: O Jedi Caído

 

Está é a parte final de uma trilogia de artigos sobre Anakin Skywalker. Confira a primeira aqui e a segunda aqui.

Algumas pessoas reclamam que não vimos Anakin durante seus dias normais como um Cavaleiro Jedi. Mas esta não foi a história escolhida para ser contada (ao menos nos filmes). O enorme número de críticas que encontrei sobre a trilogia Prequel durante os anos foi de que muitos eventos não concordaram com o que as pessoas criaram em suas mentes. O famoso headcanon, um fenômeno em que a pessoa desenvolve crenças pessoais sobre como determinada obra de ficção deveria ser contada, sua trama, personagens etc. Devida sua imensa popularidade entre 1977 até o lançamento de A Ameaça Fantasma em 1999, Star Wars sofreu um monte de headcanons. Não havia como a até então Nova Trilogia superar as expectativas que alguns fãs achavam que a história deveria ser contada. “Não era” pra Vader ser uma criança. Ele deveria ser um Jedi padrão que suprimiu suas emoções, largou seus apegos e simplesmente sucumbiu ao Lado Sombrio. Poderoso? Sim. Interessante? Não. “Ele nunca deveria ser um adolescente emocional, nunca carregar o peso assombroso da morte da mãe.” Darth Vader deveria ter nascido pronto? Desculpe, mas caso fosse, arruinaria toda a história. O que temos é melhor.

O Anakin de A Vingança dos Sith é um resultado natural do jovem que vimos em A Ameaça Fantasma e Ataque dos Clones. Apegos, medo da perda. Uma Ordem Jedi que não sabia como lidar com ele. O Lado Sombrio proporcionou a saída ideal para suas emoções. Esta é a história que George Lucas quis contar. E é muito boa.

Os três primeiros filmes de Star Wars (cronologicamente) retratam três momentos fundamentais na vida de Anakin Skywalker. Como vimos nestes três artigos, cada período de tempo serviu para um propósito.

 

pledge

No momento em que Anakin cai de joelhos e abraça o Lado Sombrio, nós compreendemos. Não precisamos de um filme inteiro dedicado ao seus dias rotineiros como Jedi. The Clone Wars está aí pra isso. Vemos um homem que trouxe o fim a si mesmo com medo de perder a esposa. É importante por conta dos dois primeiros filmes que foram construídos para esse momento. Ele perdeu a mãe de uma maneira parecida, um momento que foi precedido por sonhos e premonições. Ele não podia contar com os Jedi; tudo que eles fizeram foi aconselhá-lo a suprimir seus sentimentos e esquecer seu passado.

Treine-se para abandonar tudo o que teme perder.

Ele não caiu rapidamente para o Lado Sombrio, o ponto de virada foi alí junto da morte de Mace Windu, mas a ferida estava queimando devagar, as sementes plantadas foram mostradas em A Ameaça Fantasma com aqueles famosos comentários de Yoda:

O medo é o caminho para o Lado Sombrio. O medo leva a raiva, a raiva leva ao ódio e o ódio leva ao sofrimento. Eu sinto muito medo em você.

Para alguém que seguiu o arco de Anakin pela trilogia, A Vingança dos Sith é tão trágico, tão devastador que não tem como olhar para aquele ser mascarado em Uma Nova Esperança da mesma forma novamente. Assistindo a série na ordem cronológica, Vader ganha uma enorme profundidade e até mesmo um senso de simpatia porque nós passamos a conhece-lo. Nós sabemos o que ele sofreu. Nós sabemos como a Ordem Jedi falhou com ele. Nós sabemos que as escolhas que ele tomou, embora para ele corretas, o levou às trevas.

Para mim, a história da Saga de Star Wars (ou melhor dizendo, as duas primeiras trilogias) sempre será a história de Anakin Skywalker. “Não me importa o que George conte, a saga não é sobre Anakin!” Neste ponto, apenas jogo minhas mãos para o alto. Se estou soando defensivo é porque eu estou sendo. O arco de Anakin é brilhante e poderoso, tem falhas como a Trilogia Original. Mas que grande história ela conta. Pelos seis filmes, e a série The Clone Wars, Anakin é o personagem mais desenvolvido e complexo em toda a Saga. Sempre foi dele e agora prestigiaremos o seu legado.

 

anakins

11 comentários

Pular para o formulário de comentário

    • Igor Camilo em 19/12/2016 às 12:05

    Parabéns pela trilogia de textos, Marcelo, muito bom mesmo!
    Acho que a história e o arco que o George Lucas decidiu contar bem interessante, porém eu acho que o que mais “trás pra baixo” esses filmes, são as péssimas atuações do Hayden Christensen. Eu acho que por conta disso, fica difícil comprar as curvas emocionais do jovem Anakin. Era um papel extremamente difícil, principalmente por ser um personagem desequilibrado emocionalmente, o ator não soube corresponder à altura. eu AMO o Episódio 3, porém eu acho que o PESO de uma boa atuação é muito sentida nesse filme, por trazer a maior transformação dramática no Anakin.

    • SanX em 17/12/2016 às 2:38

    Como é bom ver alguém que realmente entende da saga falando dela! Entender no sentido de sentir o espírito que os filmes trazem, entender a essência da mensagem que a saga quer passar.

    Concordo que a maioria das pessoas que reclamam das prequels, não entenderam, isso. Já queriam o Anakin vestido de preto, falando grosso e estragulando as pessoas desde o primeiro filme? É claro que não. A maneira como as prequels mostraram a desconstrução da sua personalidade foi ótima! Os erros dos Jedi com ele, suas perdas, frustrações, a manipulação dele pelo Palpatine… não consigo entender como tantos “fãs” não conseguiram perceber isso e odeiam as prequels…

    Essa série de 3 artigos foi sensacional Marcelo, parabéns mesmo. Que muitos possam ler e entender essa épica jornada do herói Anakin Skywalker!

    • Hugo Faccion em 26/11/2016 às 5:41

    Melhor personagem sem duvidas e se a profecia tem alguma serventia, seria para o Anakin, equilíbrio da força, quem melhor para isso do que ele? Que esteve dos dois lados!

    • Luciano Rezende em 29/09/2016 às 16:53

    De fato, Marcelo. Você tem razão em tudo. E completo dizendo que o Vader do fim do III não é o mesmo Vader do IV. Passaram-se 19 anos. E aquele Jedi caído, louco, ciumento, cheio de medos, tem 19 anos para se tornar o Sith maldoso que vemos em A Nova Esperança. Quem sabe a Disney não se aventura a contar essa história. Nem vou me ater à atuação do ator, que, depois de ler seus artigos, é o que realmente me incomoda na trilogia prequela. Só que mais importante é ver a história por trás da atuação. Por fim, Marcelo e demais escritores, interajam com quem comenta. O post certamente ficará mais rico e dará mais ânimo para que outros comentem. Grande abraço.

    1. Fala Luciano! Estou tentando colocar o Disqus aqui pra melhorar nossa interação via comentários! Fico feliz em ver a quantidade de pessoas que apoiam estes textos, pois tira muito do estigma de que as Prequels são ruins e isso ou aquilo. Bom ver que mais gente concorda com meu ponto de vista e que é possível encontrar sim profundidade nestes três episódios!

      Grande abraço!

        • Luciano Rezende em 03/10/2016 às 13:51

        E agora teremos overdose de SW na Netflix. Dá pra ver, rever, ver de novo…. Analisar cada detalhe. Ontem, revendo o filme/animação Clone Wars, percebi que o personagem animado que mais é diferente do ator original é justamente o Anakin. Os outros seguiram bem a caracterização, a voz e os trejeitos dos atores. O Anakin foi construído um pouco diferente. Mais homem e menos adolescente. Mais seguro, firme. Quando vi o making off de a Vingança dos Sith, há um momento em que o Lucas está escolhendo o figurino do Anakin para este terceiro filme. Lembro que ele acaba decidindo por aquele cabelinho emo e acaba preterindo outros figurinos mais sombrios. Imagino que uma outra caracterização do Anakin talvez tivesse feito um efeito mais forte para caracterizá-lo mais como “pré-Vader”. Grande abraço. Que venham muitos outros artigos como esse.

        1. Sempre achei esquisito aquele conceito do Anakin careca só com um rabo de cavalo. Dá pra ver naquele documentário!

    • João Francisco em 27/09/2016 às 23:45

    Um dos melhores artigos sobre Anakin/Vader que li.

    1. Valeu João! Grande abraço!

  1. Caramba !
    Esse foi o melhor artigo que li até hoje , aqui no Jedicenter ! De longe !
    Nunca vi defesas tão concisas , de pontos onde as pessoas mais criticam sobre a trajetória de Anakin Skywalker .Que sim , é muito interessante de ser vista !
    Arrisco a dizer que jamais veremos uma história de um HERÓI TRÁGICO , tão bem construída nos cinemas como a de Darth Vader / Anakin . É uma pena que muitos fãs não consigam enxergar a beleza disso…O QUE MAIS POSSO DIZER ? PARABÉNS , MARCELO !!!

    1. Alesith sempre presente! Obrigado pelas palavras cara! Alguns fãs não enxergam isso, infelizmente, mas novos estão surgindo e conhecem bem que a trilogia prequel tem seu valor!

Comentários foram desabilitados.