Abrams e Kasdan assumem o roteiro: o que isso significa?

jjk

Se você vive na Terra, provavelmente já está sabendo do anúncio do site oficial que diz que Lawrence Kasdan e o diretor J.J. Abrams assumiram o roteiro que antes estava nas mãos de Michael Arndt (vencedor do Oscar de melhor roteiro por “Little Miss Sunshine”. Anunciada no dia 24 de outubro (3 dias atrás), a notícia gerou as mais diversas reações, a maioria delas pessimistas.

A primeira parte das reações pessimistas se refere à troca em si. O que ela significa? É sabido que Arndt havia sido contratado por George Lucas ainda antes da venda para a Disney para fazer tratamentos iniciais nas idéias de GL para os filmes VII, VIII e IX. Especula-se que esses scripts iniciais teriam entre 40 e 50 páginas cada. Se alguém aí tem qualquer noção básica de do que é um script, sabe que 40 a 50 páginas não se tornam um filme. Desde Julho existia um ruído por aí (em sites de boatos, como o Badass Digest) de que Abrams estaria pelo menos desde Julho insatisfeito com o roteiro de Arndt e teria inclusive ameaçado sair. Por outro lado, Abrams e Kasdan (veterano co-escritor de Empire e Return, além de escritor de Raiders of the Lost Ark) entraram somente depois na produção e seria natural que em algum momento se envolvessem diretamente no roteiro. Porém, o que ninguém sabe é se Abrams e Kasdan estão reescrevendo o roteiro do zero ou se estão apenas modificando-o.

O que se sabe com o anúncio é que hoje já é quase impossível que o filme saia em Maio de 2015, o que bate com o que o Latino Review afirmou em agosto (e nós também noticiamos), sobre o filme sendo lançado em Dezembro de 2015. Como sabemos disso? Simples, o anúncio fala “Filmagens estão marcadas para começar na primavera de 2014 nos estúdios Pinewood para um lançamento esperado em 2015”. Primavera de 2014 no hemisfério norte se inicia no fim de março, o que implica que as filmagens deve começar lá por abril. Não sei se vocês se lembram, mas anteriormente elas estavam marcadas pra começar em 21 de janeiro.

Uma análise do Star Wars 7 News indica que na melhor das hipóteses o filme saia em Agosto de 2015 e o Jedi News UK crava a data desde o começo do mês: 11 de Novembro de 2015.

Antes que todo mundo se desespere, não existe nada de realmente muito surpresa pra quem acompanha as informações não só de Star Wars VII, mas também do outro blockbuster da Disney para 2015: The Avengers – The Age of Ultron, marcado para estrear em 1º de Maio de 2015. Com Vingadores 2 marcado para Maio, seria uma burrice sem tamanho manter Star Wars VII para ser lançado no mesmo mês. Um canibalizaria a bilheteria do outro. E se você esteve na Terra esse ano, sabe que Vingadores está com a produção adiantada em alguns meses com relação à Star Wars.

E como bem lembra o Huffington Post, esta não é a primeira vez que um filme de Star Wars tem uma mudança brusca de roteirista. A escritora americana de sci-fi Leigh Brackett é creditada ao lado de Kasdan como autora do script de Empire, porém, o que poucos sabem é que ela e Kasdan nunca trabalharam lado a lado: Brackett morreu de câncer em 18 de Março de 1978, após ter entregue apenas a primeira versão do roteiro para Lucas.

O Huffington Post explica o roteiro, que até então se chamava apenas The Star Wars Sequel: O filme começa em Hoth (ainda sem esse nome), onde há uma enorme batalha entre os Wampas e a Aliança Rebelde. O detalhe é que os Wampas neste ponto ainda tem o poder de congelar as pessoas com o toque. Luke, como ocorre no filme final, se ferra nas mãos de um Wampa – e é obrigado a escutar “A Força não está com você hoje, garoto” de Han Solo. Han explica para Luke que para os Jedi um sabre-de-luz era apenas uma arma cerimonial – o que é bizarro em muitos sentidos. Han Solo tem a missão de convencer seu padrasto Ovan Marekal à se juntar aos Rebeldes: Marekal é o terceiro homem mais poderoso da galáxia.

Como no filme, Luke acaba em um planeta pantanoso, mas ao contrário de encontrar Yoda, encontra Minch. Minch eventualmente apresenta Luke para os fantasmas de Obi-Wan e, surpreendentemente, o pai de Luke. Sim, você leu direito, “Luke, eu sou seu pai” não estava no primeiro script. O Skywalker pai explica que existe uma irmã chamada Nellith Skywalker em outro ponto da galáxia. Luke eventualmente faz um “juramento Jedi”.

Darth Vader é descrito de maneira bem estranha de acordo com o autor do artigo. Sem ser o pai de Luke, ele se torna mais um capanga do mal genérico, soltando frases como “As coordenadas, homem” quando um informante não entrega as coordenadas da base rebelde rápido o suficiente.

Hoth ainda é o nome de Bespin, onde Han, Leia, Chewbacca e C-3PO se escondem (após um tempo se escondendo pela galáxia, onde Han e Leia jogam xadrez 3D e dão uns amassos pra passar o tempo) e um velho amigo de Han, Lando Kadar, é o administrador. Lando não-Calrissian é um clone. Ele explica pra Han que é um clone de seu avô, o que não faz sentido algum nem pra mim nem pro autor do artigo. Como no filme, Lando trai Han: Lando leva Han, Leia e Chewbacca para um jantar onde Vader está. Porém o jantar realmente acontece, onde Vader explica que precisa que eles fiquem em Bespin Hoth pois Luke eventualmente irá procurar por eles. Leia grita com Vader pela maneira como foi tratada na Estrela da Morte (o que faz sentido). Vader se explica (!) dizendo que ela tinha informações valiosas para ele. O bizarro é que Han bebe bastante vinho, fica puto e sai da mesa com Leia.

Luke eventualmente aparece e acontece o embate com Vader, em que Luke pelo menos não perde a mão. Vader faz uma oferta a Luke: Matarem o Imperador para que os dois possam liderar a galáxia, com Vader fazendo isso soar como Luke continuando como um cara legal e não tentando trazer Luke para o Lado Negro. Luke nega, pula por uma saída de ventilação, cai na Millennium Falcon e nossos heróis saem praticamente sem problemas. A história termina com Han e Chewbacca saindo para uma missão de se encontrar com Ovan Marekal. Enquanto a Falcon voa para longe, Luke liga seu sabre como uma saudação dramática. FIM. Alguém consegue imaginar isso sendo filmado?

han_indy

Numa notícia que tenho certeza que todo mundo achará boa, o Jedi News UK informa que Harrison Ford está de novo dentro do filme – o que vai de encontro com uma especulação dos fãs de que a revisão do roteiro teria a ver com limar Han da história. Ford teria lido as idéias par ao arco da história de Han na nova trilogia (não apenas no Episódio VII) e gostado, além de ter firmado um acordo que prevê um estudo para Indy 5 em 2016.