A Profecia do Escolhido: Entenda o conceito literal de equilíbrio da Força

Antes de desvendarmos e dissecarmos sobre o famigerado equilíbrio da Força, precisamos antes estabelecer sobre o que é a Profecia do Escolhido. A Profecia do Escolhido, tanto no universo Legends quanto cânone de Star Wars, falava sobre um ser que viria e restauraria o equilíbrio na Força. No universo cânone, a Profecia está cada vez mais sendo expandida e explorada, portanto, iremos apenas especular seu significado, ainda que ele seja tão semelhante ao da continuação Legends, até então.

A Profecia

Anakin Skywalker. O Escolhido

A Profecia do Escolhido era algo tão antigo e fragmentado que, por conta de sua idade, não se sabe ao certo quando ela fora predita; porém, foi quase na época dos Je’daii – os antecessores dos Jedi no universo Legends -, falando sobre um ser que viria e restauraria o equilíbrio na Força. Ao longo dos milênios que foram se passando, os Jedi começaram a associar este equilíbrio e ser da Profecia como “um Jedi que viria e destruiria os Sith, restaurando o equilíbrio na Força”.

Nós nunca soubemos de fato como era a Profecia do Escolhido, mas, Tionne Solusar – uma historiadora Jedi da Nova Ordem Jedi de Luke Skywalker, no universo Legends – fez um resumo da Profecia, de acordo com as informações adquiridas no Grande Holocron – um Holocron milenar existente no Legends, que contém diversas informações de diversos acontecimentos e Jedi ao longo dos milênios de existência da Ordem Jedi.
Seguindo os registros Jedi do Grande Holocron, Tianne resumiu a Profecia da seguinte forma:

Um Jedi virá
Para destruir os Sith
E trará o equilíbrio para a Força.

Porém, ainda na continuação Legends, o próprio Mestre Jedi Obi-Wan Kenobi, 19 anos antes dos eventos de Uma Nova Esperança – ano dos eventos de A Vingança dos Sith -, acessou a Profecia no Grande Holocron, e comentou sobre o fato de que, em nenhum lugar da Profecia dizia que o Escolhido necessariamente teria que ser um Jedi, dizendo apenas que um Escolhido nasceria e traria equilíbrio à Força.

Concebimento

Darth Plagueis. Mestre de Darth Sidious – Palpatine

Seguindo ainda a continuação Legends, sabemos que, Darth Plagueis – Mestre Sith de Palpatine -, durante sua vida, estudou os midi-chlorians – células que nos permitem se conectar com a Força -, para manipulá-los e influenciá-los a criar vida. Durante estes estudos, ele relatou no Livro dos Sith: Segredos do Lado Sombrio sobre querer criar um ser semelhante ao Escolhido, da Profecia Jedi, dizendo que poderia fazê-lo ter mais de 20.000 na contagem midi-chloriana, fazendo uma obra Sith ser tratada como divindade Jedi. Ele relata também que, conseguiria criá-lo, manipulando os midi-chlorians em alguma mulher. Ele realizou este experimento em 41 anos antes dos eventos de Uma Nova Esperança, e, nove anos depois, nos eventos de A Ameaça Fantasma, ele soube da existência de um garoto, cuja contagem midi-chloriana era a maior da história: Anakin Skywalker.

Porém, conforme Plagueis dizia sobre a Força poder “rebater” e “responder”, acabamos descobrindo que, Anakin, era de fato o Escolhido, e não um ser semelhante a ele, conforme Plagueis, sendo Anakin uma resposta da Força aos experimentos de Plagueis, para impedir ele e os Sith.

Confirmação

Anakin é testado pelo Pai, em Mortis

Se já não bastasse as confirmações que tínhamos, ainda há a confirmação mais explícita de que Anakin é de fato o Escolhido, no Arco de Mortis, durante a terceira temporada da série The Clone Wars, onde Anakin, Ahsoka Tano – sua Padawan – e Obi-Wan vão até o planeta de Mortis, onde viviam as entidades da Força: O Pai, A Filha e O Filho.

Anakin acaba sendo testado pelo Pai, pois ele e seus filhos acreditavam fortemente que Anakin era o Escolhido, e, ele testa Anakin quando manda seus filhos pegarem Ahsoka e Obi-Wan, cada um pegando um. Anakin só poderia resgatar um, mas conforme vemos, ele consegue subjugar através da Força tanto o Filho quanto a Filha, que eram as encarnações e representações do Lado Sombrio e Lado da Luz, respectivamente, enquanto o Pai era a encarnação e representação do equilíbrio – os dois lados. O Pai confirma a Anakin que ele era o Escolhido, pois somente o Escolhido poderia subjugar e controlar ambos os filhos dele.
No final do arco, o Pai diz que Anakin restaurou o equilíbrio no planeta – e na família dele -, e que ele faria isso para o universo.

Profecia Cumprida

Anakin cumpre a Profecia, ao matar Darth Sidious e sua própria parte Sith

Durante os eventos finais de O Retorno de Jedi, vemos a Profecia sendo finalmente cumprida, quando Darth Vader, vendo o Imperador Palpatine matando seu filho com relâmpagos da Força, decide então redimir-se, e abraçar a Luz, como relutava a não fazer há tempos.

Ele cumpriu a Profecia, ao destruir os Sith, e seu eu Sith próprio, com a ajuda de Luke Skywalker, seu filho, que foi uma peça-chave para a cumprição da Profecia. Anakin, assim como vemos no Arco de Mortis em The Clone Wars, dominou os dois lados da Força: Fora um poderoso Cavaleiro Jedi, e um temido Lorde Sith. Ele consegue se redimir ao matar os Sith, voltando à Luz. Mas por quê matar especificamente os Sith, traria o equilíbrio para a Força? É aqui que entramos na dissecação do equilíbrio literal da Força.

O Equilíbrio

Mãe Talzin, e suas Irmãs da Noite

Há diversas interpretações diferentes do equilíbrio na Força, que muitas pessoas acabam criando, porém, há um conceito verdadeiro e literal sobre o que realmente seria o equilíbrio, que, no caso, seria a destruição e extinção dos Sith.

Os Sith, segundo o próprio criador da saga, George Lucas, são um câncer na Força; como se fossem uma abominação que só traz caos e morte. Ele enfatiza que o equilíbrio entre os dois lados – Lado Sombrio e Lado da Luz – é importante, tendo que estar em equilíbrio com os dois, pois ambos são naturais de todos os seres – o que, de fato, é verdade -, mas tendo-os que controlar. Sendo assim, ele especifica que, o grande problema realmente são os Sith, e não o Lado Sombrio.

Em uma entrevista a Bill Moyers – jornalista -, George fala sobre os Sith serem como um câncer na Força, e enfatiza a questão de tanto o Lado Sombrio quanto o Lado da Luz necessitam ficar em equilíbrio, reforçando mais o fator dos Sith serem o grande problema.

Um dos temas ao longo dos filmes é que os Lordes Sith, quando começaram há milhares de anos, abraçaram o Lado Sombrio. Eles eram gananciosos e egoístas – centralizados em si mesmos -, e todos eles queriam assumir o controle, então eles se matavam…nunca poderia haver mais do que dois deles, porque se houvesse, eles tentariam se livrar do líder, exatamente o que Vader estava tentando fazer, e isso é exatamente o que o Imperador estava tentando fazer. O Imperador estava tentando se livrar de Vader, e Vader estava tentando se livrar do Imperador. E essa é a antítese de um relacionamento simbiótico, no qual se você faz isso, você se torna um câncer, e acaba matando o hospedeiro, e tudo morre. […] O filme é basicamente sobre o Lado Sombrio e o Lado da Luz, e esses lados são projetados em torno da compaixão e ganância. E todos nós temos esses dois lados, e temos que ter certeza de que esses dois lados estão em equilíbrio.

Quando pensamos na Força, e organizações relacionadas à ela, logo pensamos em Jedi e Sith, por serem as maiores, mas existem outros cultos e organizações da Força que contribuem e interferem no equilíbrio dela. Um exemplo de organização da Força além de Jedi e Sith, são as Irmãs da Noite – uma seita de mulheres que praticam bruxaria no planeta de Dathomir, lideradas pela Mãe Talzin.

Ainda que elas chamem de bruxaria, no livro Legends, Livro dos Sith: Segredos do Lado Sombrio, ficamos sabendo que elas de fato utilizam a Força – mais especificamente, o Lado Sombrio. Porém, elas não atrapalham no equilíbrio; apenas contribuem para ele, fazendo seu papel, assim como outras organizações do Lado da Luz, Lado Sombrio e neutros. Já os Sith, como o próprio Lucas disse: são como um câncer na Força. Sempre conspirando para dominar a galáxia, colocá-la em guerra, causarem o caos e a morte, e serem egoístas ao extremo.

De fato, Anakin cumpriu a Profecia, restaurando o equilíbrio na Força, extinguindo os Sith da galáxia, ainda que haja outros tipos de Sith no Antigo Universo Expandido, após O Retorno de Jedi. No cânone, parece que a Lucasfilm está querendo respeitar esse conceito literal, até então, pois não há mais Sith após os eventos de O Retorno de Jedi no novo cânone, além de Pablo Hidalgo, executor criativo e membro do Story Group Grupo de História da Lucasfilm -, já ter confirmado que, Anakin de fato é o Escolhido, em seu Twitter.

Nos resta saber se a Profecia terá algo diferente do conceito Legends dela. De qualquer jeito, Anakin permanece sendo o Escolhido no novo cânone, e o importantíssimo Arco de Mortis também, já que a série The Clone Wars faz parte do cânone.

E aí? Você interpretava a Profecia e o equilíbrio da Força de que modos? Deixe nos comentários!