contato@jedicenter.com.br
Aliptak 180720 2746 7711.0

Timothy Zahn prefere não matar personagens icônicos da Saga

Timothy Zahn, autor da famosa Trilogia Thrawn, comentou ao SYFY sobre preferir não matar personagens icônicos da Saga. O autor declara:

Minha filosofia antes das continuações saírem era de que Star Wars não era o tipo de coisa onde você matava personagens principais. Minha lógica é a de que se nós matássemos personagens importantes, Wedge ou Lando não teriam sobrevivido à segunda Estrela da Morte n’O Retorno de Jedi. Sempre me pareceu que esse é o tipo de história onde o heróis entram em perigo e você precisa de algum jeito descobrir como eles se salvam, para terminar com um final feliz. Minha visão para as sequências sempre foi a de usar os filhos de nossos protagonistas. O elenco original seriam as figuras sábias envelhecidas e não necessariamente morreriam no filme. Eles estariam envolvidos em outras aventuras, como Sherlock Holmes fazia. Você não precisa matar um personagem para tirá-los da história.

Apesar disso tudo, Zahn também alega que a declaração é apenas sua opinião e também comentou sobre os momentos tóxicos do fandom:

Eu acho que o fandom, de muitas maneiras está seguindo a tendência do mundo em geral: menos civilidade e mais toxicidade. Muito disso é o anonimato da internet. As pessoas geralmente não vêm até mim e dizem: “Eu odeio seus livros”, mas na internet, eles podem dizer porque são essencialmente anônimos, mesmo que tenham seu nome.

Ficou muito, muito tóxico. E isto está vazandao para a vida real também. As pessoas dizem e fazem coisas em público que nunca teriam feito há 40 anos, porque o público iria … há uma certa vergonha e desaprovação da sociedade em geral. Muito disso parece ter desaparecido. Muito disso é perdido. É bizarro que as pessoas atormentem um ator ou uma atriz por conta de um filme que não gostaram. Este ator ou atriz não escreveu nem dirigiu! Eles fizeram o que lhes disseram! Não é culpa deles.

Você pode até desaprovar algo, mas elevar isso ao ódio é simplesmente errado e desperdiçador. Há mais coisas neste mundo que merecem algum ódio do que filmes ou universos ou coisas de fãs. Ainda há muita escravidão no mundo! Vamos salvar nosso ódio para isso, que tal?

 

Marcelo Skywalker

Escória Rebelde do interior de São Paulo. Pode ser encontrado mais on-line do que na vida real pelo Twitter ou pelo Facebook