contato@jedicenter.com.br
Modelo Cover Site

ROGUE ONE | Seu guia definitivo de easter eggs e referências

Rogue One: Uma História Star Wars foi lançado finalmente nas telonas com muita ação, novos personagens e planetas maravilhosamente concebidos e inéditos (leia nossa crítica). Mas há muitas coisas familiares neste filme que nos fazem pular de alegria. De simples participações especiais passando por verdadeiras surpresas de um passado longínquo e easter eggs.

Se deixamos passar algo, por favor nos avise nos comentários. Esta lista ainda está em desenvolvimento! Inclusive, não é preciso nem mencionar que há MUITOS SPOILERS de Rogue One neste artigo! Leia por sua conta e risco! Assim que passar pela imagem do Galen Erso, você está em território Imperial perigoso!

Mas se você já viu Rogue One e quer saber de todas as homenagens que encontramos até agora, uma boa leitura e que a Força dos outros esteja com vocês!

galen-erso

O Prólogo

– Como todo filme de Star Wars, Rogue One começa no espaço. Mas enquanto outros filmes mostram as estrelas e somos direcionados a um planeta ou uma nave, Rogue One revela um planeta em sua primeira tomada.

– Este planeta se chama Lah’mu, e é a segunda vez que o vemos em uma obra da Saga. O primeiro é no livro CATALYST, livro que serve de prequel para o filme, escrito por James Luceno.

– A nave do Diretor Orson Krennic é uma Delta-class T-3c, usada para transporte de Imperiais. É a primeira vez que vemos este tipo de nave e nos lembra das Lambda-class t-4a de O Império Contra Ataca e O Retorno de Jedi.

– Krennic, interpretado por Ben Mendelsohn, apareceu em pela primeira vez em Catalyst, também. Ele serve a Republica como Tenente Comandante da Corporação de Engenheiros da República durante as Guerras Clônicas e mais tarde, trabalha no Grupo de Armas Especiais da República. Ele é um dos responsáveis pelo projeto da Estrela da Morte. Quando a República se tornou Império, Krennic se tornou direitor da Pesquisa de Armas Avançadas da Academia Imperial.

– O uniforme branco de Krennic pode te fazer lembrar do Grande Almirante Thrawn mas esta roupa foi usada pela primeira vez pelo Coronel Wullf Yularen em Uma Nova Esperança.

council-07-motti

– Galen Erso, interpretado por Mads Mikkelsen, é xará de Galen Marek também conhecido como Starkiller, dos jogos da série The Force Unleashed (Legends). Starkiller era um aprendiz secreto de Darth Vader.

– Os Ersos entram em contato com Saw Gerrera (Forest Whitaker), um Rebelde que os ajudou a escapar das garras do Império no livro Catalyst. Gerrera apareceu pela primeira vez na série animada The Clone Wars no episódio “A War on Two Fronts” como um rebelde do planeta Onderon. Gerrera formou mais tarde um grupo extremista rebelde conhecido como Partisans que operavam na lua de Jedha.

– As atitudes de Saw Gerrera e seu grupo extremista foram citadas no livro Bloodline, que se passa seis meses antes de O Despertar da Força. O livro saiu no dia 3 de maio de 2016.

– Lyra entrega à pequena Jyn um colar com um Cristal Kyber. Este cristal foi apresentado pela primeira vez na mitologia de Star Wars como o Cristal Kaiburr no primeiro livro Legends: Splinter of the Mind’s Eye por Alan Dean Foster. No livro, o Cristal Kaiburr é uma pedra misteriosa que concede grande poder da Força àquele que o possuir. A idéia veio de um Cristal “Kiber” criado por George Lucas em um dos roteiros iniciais do que seria Uma Nova Esperança.

– O leite azul faz uma aparição em uma das cenas na casa dos Ersos em Lah’mu. Está na cozinha quando Lyra está arrumando as malas para partir. O leite é ordenhado das glândulas de um Bantha. De nada.

rogue-one_1

Jyn e a Rebelião

– Nós encontramos Jyn já adulta pela primeira vez no planeta Wobani, local de uma prisão Imperial. Wobani é um anagrama de “Obi-Wan”.

– O veículo no qual Jyn está sendo transportada é um HAVw A6 Juggernaut. Ele apareceu pela primeira vez em A Vingança dos Sith.

– É claro que você reconheceu a quarta lua de Yavin chamada de Yavin IV, quartel general da Aliança Rebelde. Um guarda rebelde escaneia uma nave decolando da base da mesma forma que faz com a Millennium Falcon quando ela pousou na lua em Uma Nova Esperança.

– Há muitos rostos familiares na sala de reuniões da Aliança Rebelde. A primeira é Mon Mothma, senadora do planeta Chandrila e uma das líderes da Aliança para Restaurar a República (nome oficial da Aliança Rebelde). Ela é interpretada por Genevieve O’Reilly em Rogue One. O’Reilly interpretou Mothma in A Vingança dos Sith mas suas cenas foram cortadas do filme.

– O segundo rosto familiar é o General Jan Dodonna, que liderou o ataque à Estrela da Morte em Uma Nova Esperança. Ele é interpretado por Ian McElhinney in Rogue One. McElhinney é conhecido pela série Game of Thrones onde interpreta Sor Barristan Selmy.

bail-organa

– Por último, Bail Organa, mais uma vez interpretado por Jimmy Smits. Ele apareceu pela primeira vez como senador de Alderaan em Ataque dos Clones. Ele é o pai adotivo da Princesa Léia.

– Antes de Bail partir para Alderaan, Mon Mothma sugere que ele entre em contato com seu amigo Jedi. O Jedi, é claro, é Obi-Wan Kenobi. Mothma sugere que ele escolha alguém de confiança para esta missão e ele responde: “Eu confiaria minha vida a ela”. Ele está se referindo à Léia. Ao sair, ouvimos ele chamar pelo Capitão Antilles. Uma referência ao Capitão Raymus Antilles, o pobre infeliz rebelde morto por Vader.

antilles

– Chopper, o droid de Rebels aparece na base rebelde em Yavin. Quando o oficial de comunicação corre até Mon Mothma para dar a noticia sobre a atividade Rebelde em Scarif, preste atenção no lado esquerdo da tela para ver Chopper perambulando.

15540863_701536393336320_1298662960844265002_o

– Falando em Rebels, você pode ouvir alguém chamando por “General Syndulla”. Esta pode ser uma referência ao General Cham Syndullada série animada The Clone Wars ou sua filha, Hera Syndulla. A nave de Hera, a Ghost é vista estacionada na Base Rebelde quando Jyn chega lá pela primeira vez.

star-wars-rebels-hera-12162016-615x346

– A nave Rebelde que empurra um Star Destroyer em direção ao outro durante a Batalha de Scarif é chamada de Hammerhead Corvette, uma nave de batalha insperada nas Hammerhead-class cruiser da série de jogos Knights of the Old Republic (legends). A nave também aparece em Rebels e é um reforço para a Rebelião trazida por Léia (obrigado Debora pela lembrança)!

star-wars-rebels-princess-on-lothal-12162016-615x346

– Três esquadrões de caças Rebeldes lutam na Batalha de Scarif: Azul, Vermelho e Ouro. Há algumas referências aqui. O Esquadrão Azul apareceu pela primeira vez na HQ Vader Down. Em Rogue One, o esquadrão é liderado pelo General Merrick. Curiosamente um Captão Merrick Simms liderou o Esquadrão Azul na Batalha de Yavin e na deEndor na linha do tempo Legends.

–  Nas duas das aparições especiais mais legais do filme, podemos ver o Líder Vermelho Garven Dreis e o Lider Dourado Jon Vander durante a Batalha de Scarif. Ambos personagens apareceram em Uma Nova Esperança. Rogue One reciclou imagens de ambos pilotos para usar na Batalha de Scarif. Preste atenção e irá reconhece-los.

jon_vander

– Uma pequena piadinha mostra como Luke conseguiu voar com o Codinome Vermelho Cinco: O último Vermelho Cinco morre durante a Batalha de Scarif.

– A última aparição no filme é ninguém menos que a Princesa Leia Organa. Uma jovem Carrie Fisher foi criada por CGI, no entando a atriz Ingvild Deila interpretou a cena. De acordo com o twitter de Ingvild, ela guardou esse segredo por muito tempo!

star-wars-rogue-one_0

O Império

– Grande Moff Willhuff Tarkin voltou a vida em Rogue One através de CGI. Peter Cushing interpretou o personagem em Uma Nova Esperança. Neste filme ele é interpretado por Guy Henry e seu rosto, assim como na Princesa Leia foi substituido digitalmente.

grand_moff_tarkin_guy_henry_split

– Vader tem uma fortaleza em Mustafar, local do duelo entre Anakin e Obi-Wan. o conceito de um castelo para Vader data de um dos roteiros iniciais de O Império Contra Ataca.

– AT-ACTs é uma variação dos AT-ATs vistos em O Império Contra Ataca. Feitos para transportarem cargas pesadas, não foram feitos para combate, daí sua fraca blindagem.

– Vader aparece no fim do filme com seu Star Destroyer, Devastator, que é o primeiro Star Destroyer já visto na Saga. Ele aparece durante a abertura de Uma Nova Esperança.

Mais easter eggs e referências!

– Jyn esbarra com dois personagens em Jedha: Ponda Baba e Cornelius Evazan. Eles são os dois criminosos que tentam puxar uma briga com Luke Skywalker na Cantina de Mos Eisley em Uma Nova Esperança.

– Chirrut Imwe (Donnie Yen) e Baze Malbus (Jiang Wen), servem como Guardiões dos Whills, os protetores do Templo dos Whills em Jedha. O templo é sagrado para aqueles que seguem os ensinamentos da Igreja da Força.

– A referência aos “Whills” vem lá do primeiro título de Uma Nova Esperança: “The Adventures Of Luke Starkiller as taken from the Journal of The Whills.” (As Aventuras de Luke Starkiller como visto no Diário dos Whils”

O Diário dos Whills foi um conceito criado por Lucas enquanto escrevia Star Wars. Ele seria um registro de eventos da galáxia, escrito por um grupo de seres superiores conhecidos como Whills. A idéia original era que R2-D2 estaria contando os eventos de Star Wars a um membro da espécie 100 anos depois da Batalha de Endor. O Diário dos Whills teria conectado o mundo fictício de Star Wars ao mundo real. Por isso, “Há muito tempo em uma galáxia muito, muito distante…

Em Jedha você escuta Chirrut saudando as pessoas com “Que a Força dos outros esteja com você”. Inicialmente a Força seria conhecida como “A Força dos outros”, mas o nome foi encurtado em versões mais recentes do roteiro de Uma Nova Esperança.

-A Igreja da Força é um grupo quase oculto de seguidores após a destruição dos Jedi. Lor San Tekka, que apareceu em O Despertar da Força, é membro da Igreja.

– O grupo extremista de Saw Gerrera pode ser visto jogando uma versão física de Dejarik, o jogo que aparece na Millennium Falcon em holograma.

– K-2SO quase consegue falar a famosa frase presente em todos os filmes de Star Wars: “I have a bad feeling about this”. Mas Cassian manda ele ficar quieto no meio da frase.

– Vários outros droides do universo Star Wars fazem aparições no filme. Um dróide de reparo da série MSE-6 aparece durante a Batalha de Scarif. Um droid dgerador de energia GNK pode ser visto na base de Yavin. E um droid da sonda Imperial está flutuando ao redor de Jedha também.

Marcelo Skywalker

Escória Rebelde do interior de São Paulo. Pode ser encontrado mais on-line do que na vida real pelo Twitter ou pelo Facebook
  • Melhor guia de Easter Eggs que já li. <3
    @disqus_6ZlH2wAT1Y:disqus seu lindo. Obrigado pelo post.

  • Pingback: Rougue One: Uma História Star Wars – Cine Sequencia()

  • O Saw Guerrera pergunta para a Jyn quando a encontra e pensa que ela foi lá para matá-lo: “It´s a trap”?, igual à famosa frase do Almirante Ackbar na trilogia original.

  • Marcelo Garcia

    Tem o fato do C3-PO falar para o R2-D2 “nunca me convidam”, quando o reforço está saindo para ajudar Jyn.

  • DeCocco

    Pra quem achou o CGI mal feito, lembro que ainda não é possível substituir atores de verdade por atores em CGI. E ainda bem que é assim.

  • Siri Tachi

    Capitão Antilles na verdade é Wedge Antilles, piloto da frota rebelde que, ao contrario do q vc disse, sobrevive a todas as batalhas aparecendo na festa na sequencia final da batalha na lua de Endor

    • Marcelo Eduardo

      Existem dois Antilles no episódio 4: o Wedge e o Raymus. O Raymus é capitão da nave da Léia que entrega os planos pra ela no final de Rogue One e que é enforcado pelo Vader e mencionado pelo C-3PO no ep4.

      • Siri Tachi

        sim, eu sei dele, só desconfiei q se referiam ao piloto por ele ser um personagem mais conhecido. Eu me expressei mal no meu comentário, era isso que eu queria dizer 😛

  • Borgognoni

    Uma cena, quando o Cassian Andor está chamando o K-2SO ele diz “K2 K2 where are you?”, assim como o C-3PO diz no Episódio IV: “R2-D2, where are you?”. A sonoridade é a mesma.

  • matheuscello

    O ator que faz o Tarkin é o mesmo que aparece no ep III?

    • Josenildo

      Não. Esse ator fez o Pius em Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte I e II.

  • João Paulo Sousa

    quando krennic esta prestes a matar jyn em scyrif (nao sei se escrevi certo), ele fala a mesma frase que o imperador falou a luke quando tenteou leva – lo ao lado sombrio, algo como “tudo esta perdido, sua frota la encima, seus amigos la embaixo, todos estão encurralados” é algo assim…

  • william G

    Na caverna de Saw Guerrera, da para ver homenagens a GODZILLA E MONSTROS, filmes anteriores de gareth, o nome de Edrio Two Tubes é inspirado em um personagem do filme Godfellas, o filme tem cenas que remetem diretamente a filmes de faroeste e O Resgate do Soldado Ryan, Apocalype Now, The tale of Zatoichi, A fortaleza Escondida.

  • Felipe Dias

    Só achei a CGI da Leia um pouco mal feita, parece que, pelo fato dela ter aparecido rapidamente, não deram o mesmo trato que deram para Tarkin, ou foi culpa da iluminação mesmo, já que Tarkin sempre aparecia meio que nas sombras. De resto, filme espetacular, e foi de muitos coragem matar os protagonistas. Realmente, elevaram o nível da franquia com esse.

  • Rafael Santos

    Já foi avisado, mas SPOILERS AHEAD:

    Vale ressaltar as referências das cenas também, como por exemplo o Cassian se segurando por um fio naquela barra de metal como Luke faz na Cidades das Nuvens no Episódio V, a cena com o Galen morrendo e a Jyn se recusando a deixá-lo, como Luke faz no Episódio VI com o Anakin, e o movimento do K-2 ao atirar, que é igual ao do Han. Ainda tem alguns outros que não me lembro.

  • Marcelo Correa Scherman

    Um adicional do Ghost: ele aparece voando na batalha de Scarif quando as naves rebeldes acabam de sair do hiperispaço.