contato@jedicenter.com.br
Droid Time Covers

Revista Time lança série de reportagens sobre Star Wars

O site da revista Time americana postou hoje vários artigos sobre a edição mais nova, que sai em 14 de dezembro e, como quase toda revista do mundo, é sobre Star Wars: The Force Awakens.

“No momento em que você conhece BB-8, você constrói um tipo de conexão humana estranha,” diz Marco Grob, que fotografou os novos personagens de Star Wars para a capa da Time dessa semana. “Ele(a) tem um olho que possui essa forma realmente meiga de olhar para você. É apenas incrível.”

“Para mim, Star Wars é muito mais do que somente um filme,” Grob diz. “Star Wars é centenas de pessoas que tentam ser pioneiras. Pessoas que tomam riscos enormes em aspectos criativos e técnicos. Eles tentam fazer coisas que nunca vimos antes, de uma maneira que ninguém teria imaginado que veríamos alguma vez antes. E para mim, é incrível.”

Grob diz que não conseguiu ver The Force Awakens antes de suas sessões de fotos com os novos membros do elenco. Na verdade, ele nem sequer viu os populares trailers do filme. “Às vezes é bom não saber muito,” ele diz. “Eu queria ter uma sensação própria, para fazer minha própria coisa [em vez de] ser influenciado por qualquer coisa que eu teria visto.”

Mas quando se trata de Harrison Ford, Carrie Fisher e Mark Hamill, a situação foi, obviamente, diferente. “Eu cresci com eles,” ele diz. O mesmo vale para R2-D2. “Você fica quase que como uma tiete quando você conhece R2-D2.É incrível quando você o vê sendo desembalado. Foi, com certeza, uma para os livros. Algo que eu nunca esquecerei.”

Após as fotos tiradas durante duas semanas em 3 diferentes países, Grob verá The Force Awakens como o resto de nós, quando for lançado nos cinemas em 2 semanas — mas isso está OK para ele. “[Eu estarei] como uma criança com um saco de pipocas,” ele diz, “sentado lá e curtindo.”

Já Lupita Nyongo, depois de vencer um Oscar pelo seu papel em 12 Anos de Escravidão, está enfrentando um novo desafio completo: ela dá vida para a alienígena Maz Kanata através de captura de movimentos.

“Eu acho que você pode dizer pelo elenco que ele é muito mais multicultural. Uma das coisas que eu me lembro enquanto uma criança que se conecta com Star Wars é que um dos personagens [Nien Numb] falava Kikuyu, que é uma lingua do Kenya. E eu me lembro de sentir que aqui fazia Star Wars meu, aquilo fazia Star Wars Queniâno até onde eu sabia,” ela diz.

“Há uma universalidade para o mundo que George Lucas criou que torna possível esse elenco multicultural existir sem necessariamente virar o universo de cabeça pra baixo. Pela própria natura e com todos os tipos de criaturas, ele é, eu acho, um universo que é feito para uma experiência multicultural.”

Behind the scenes (vídeo em inglês)

Mestre Yoda

Mestre Yoda na verdade se chama Jair e é um engenheiro nerd que se pudesse ganharia dinheiro com Star Wars. Como não pode, fica enfiado nos detalhes do Universo Expandido e das obras para telinha da saga o máximo que pode. Só vê uma possibilidade de Star Wars ser melhor do que é: The Beatles como trilha sonora!