contato@jedicenter.com.br
Template Resenha

RESENHA | “Star Wars: Esquadrão Rogue” de Michael A. Stackpole

É difícil eu falar de nostalgia em um site de Star Wars sem pensar no meu velho Nintendo 64 e aquele cartuchinho de Shadows of the Empire, minha porta de entrada para a Saga. Logo depois em 1998 foi lançado Rogue Squadron, o jogo, e eu já estava há um ano mergulhado nos filmes. Rogue Squadron foi minha primeira imersão no Universo Expandido e claro, após inúmeros finais de semana de jogatina desenvolvi um carinho enorme pelos audaciosos pilotos da Aliança Rebelde. Inclusive ainda me pego pensando se não deveria mudar minha assinatura para Marcelo Antilles.

O mais famoso e temido esquadrão da Aliança Rebelde já ganhou inúmeras histórias em games, HQs e faz parte de uma grande série de DEZ livros escrita por Michael A. Stackpole e Aaron Allston. Stackpole contribui com as aventuras do reformado Rogue Squadron enquanto os livros de Allston se focam no Wraith Squadron, outra criação de Antilles. A SÉRIE X-WING é composta pelos seguintes livros:

  1. Rogue Squadron por Michael A. Stackpole (1996)
  2. Wedge’s Gamble por Michael A. Stackpole (1996)
  3. The Krytos Trap por Michael A. Stackpole (1996)
  4. The Bacta War por Michael A. Stackpole (1997)
  5. Wraith Squadron por Aaron Allston (1998)
  6. Iron Fist por Aaron Allston (1998)
  7. Solo Command por Aaron Allston (1999)
  8. Isard’s Revenge por Michael A. Stackpole (1999)
  9. Starfighters of Adumar por Aaron Allston (1999)
  10. Mercy Kill por Aaron Allston (2012)
star-wars-x-wing-series-set-of-9-books

9 dos 10 livros da série X-Wing


A Série X-Wing foi criada com a proposta “quando Star Wars encontra Top Gun”, os primeiros quatro livros por Michael Stackpole é conhecido lá fora informalmente como The Rogue Squadron Series pois juntos formam um arco envolvendo os membros do Esquadrão Rogue a tomada de Coruscant, a Guerra Bacta e as maquinações de Ysanne Isard para derrotar a República. Os próximos três livros escritos por Allston é conhecida como The Wraith Squadron Series e focam neste esquadrão em uma campanha da Nova República contra o senhor de guerra imperial chamado Zsinj. Os outros livros da série são os chamados standalones, histórias únicas com começo, meio e fim em cada livro sem necessidade de um arco. Alguns possuem muitas conexões com a série de quadrinhos. Inclusive, tire um tempinho e curta toda a excelente trilha sonora do jogo, destaque para o tema do esquadrão! O primeiro jogo da série Rogue Squadron está disponível na Steam, bem como a série X-Wing de simuladores. Eu sei que ao terminar de ler este livro, vai dar vontade de jogá-los!

O arco focado em Rogue Squadron

O arco focado em Rogue Squadron

 

Até então inédita no Brasil, a série X-Wing chegou agora em Novembro de 2016 pelas mãos da Editora Aleph com o primeiro livro: Esquadrão Rogue. E é nele que vamos focar esta resenha:

“Star Wars: Esquadrão Rogue” de Michael A. Stackpole

14650724_1148751701860887_7626078683200353643_n

Wedge, você é o melhor que nós temos. Isso pode não te impressionar, mas tem um monte de pilotos do Império lá fora que perdem parte do sono à noite porque têm pesadelos com você na cola deles!


UAU! Essa é uma boa maneira de começar uma resenha não é? Alguns clássicos da série Legends estão saindo aqui no Brasil e muitos deles eu já havia lido. Enquanto em alguns casos a releitura acaba se provando relativamente frustrante, o primeiro volume da série X-Wing é um deleite! Escrito por Michael Stackpole, Esquadrão Rogue nos joga nas vidas dos pilotos da Saga e enquanto tem um papel muito pequeno nos filmes, Wedge Antilles se estabelece centralmente aqui (e pelos outros livros da série) fazendo jus ao seu papel de herói.

Dois anos e meio após O Retorno de Jedi, Wedge Antilles, o herói da Rebelião decide reformar o famoso esquadrão que explodiu a segunda Estrela da Morte e os melhores pilotos que a Aliança pode oferecer são reunidos sob a tutela de Wedge. Corran Horn, um ex-oficial da CorSec; Gavin Darklighter, primo do famoso Biggs; Jace e Erisi, um casal de Thyferra cada qual de um lado de uma guerra civil no planeta e Orryl Qyrgg, um gand.

tea-rogue

Além disso, Wedge está enfrentando diversos obstáculos políticos, como o recorrente processo contra seu oficial Tycho Celchu, outro herói de Endor que está sob suspeita devido a seu tempo angustiante como um prisioneiro de guerra imperial.

Todos estes elementos: pilotos solitários sendo forjados em uma única unidade mortal, além de interferência política do alto escalão, os potenciais traidores e espiões na unidade, e um droid protocolo um tanto quanto peculiar são misturados em uma panela cuja receita se passa entre os primórdios da Nova República. Ou seja: a Aliança quer reivindicar o Centro Imperial (Coruscant) das mãos do Império.

É uma premissa emocionante com personagens fortes e dinâmicos escritos no estilo direto, típico de Stackpole. Eu não tenho muito interesse em LER cenas de combates (muitas vezes acho-as tediosas) mas suas batalhas e descrições da vida na força aérea são convincentes e emocionantes. Há uma linha tênue entre exposição e preenchimento de lacunas, mas com esta série de dez livros em particular, a exposição é uma parte vital do desenvolvimento da estrutura da trama. Stackpole esboça seus personagens até que você possa conhecê-los chegando a se preocupar com eles e se você é um ávido conhecedor do universo LEGENDS, o livro se intercala com dicas e pedaços de elementos vindos de outros livros formando uma teia sólida de ligação. Mas não se preocupe! Os novatos não ficarão perdidos de maneira alguma!

dogfight

Stackpole realmente tem uma boa compreensão da mecânica e física (seja lá o que tenha dela em Star Wars) por trás de pilotar um X-Wing. A morte e destruição seguem o curso deste livro e são tratadas de uma maneira muito realística sendo uma renovada lufada de ar. Eu amei ler este livro, assim como reler! E não vejo a hora de reler os outros livros da série aqui no Brasil!

Em meio a tantas, Esquadrão Rogue é uma das estrelas mais brilhantes do Universo Legends! É leitura obrigatória para o fã e este é só o início de uma grande história feita por um grande escritor! Portanto, atenção aos defletores frontais, redirecionem a energia aos lasers, travem as asas em posição de ataque e boa leitura!

xwrs1-fc

Marcelo Skywalker

Escória Rebelde do interior de São Paulo. Pode ser encontrado mais on-line do que na vida real pelo Twitter ou pelo Facebook