contato@jedicenter.com.br
The Phanton Menace

[RESENHA] Star Wars: Episode I – The Phantom Menace

Cover

Quando uma obra, seja literária ou cinematográfica original, nos apresenta um mundo novo e cheio de vida muitas vezes quando terminamos de consumi-la fica aquele gostinho de quero mais. Com Star Wars não é diferente. O que nos foi mostrado nos filmes originais (episódios de I a VI) é somente uma pequena parte de um imenso e ilimitado universo de possibilidades, histórias, acontecimentos e personagens.

Com isso em mente, os jogos vem bem a calhar ao nos dar oportunidades de viver novas aventuras, ou quem sabe até reviver as histórias já conhecidas, mas nos dando controle sobre ela, ao invés de apenas ser um espectador. Muitos foram os jogos lançados que expandiram o universo criado por George Lucas, nos contanto coisas longínquas do passado ou até recriando os filmes originais. Nessa série de resenhas de games vamos falar um pouco sobre grande parte dos jogos (acreditem, foram muitos) lançados ou pelo menos os mais importantes e relevantes.

Com a venda da LucasFilm e LucasArts para a Disney em 2012, as pessoas responsáveis pela Saga decidiram transformar todo o conteúdo considerado Universo Expandido fora do cânone, transformando no selo Legends. Assim, todos os jogos lançados até então não fazem mais parte da história oficial de Star Wars, são apenas contos e lendas.

Star Wars Episode I: The Phantom Menace (1999)

The Phanton Menace

Lançado para Playstation e PC em 1999, esse jogo reconta o que é mostrado no filme mas com algumas pequenas cenas que não foram mostradas, como por exemplo após fugirem dos Droidekas, no filme é dito que os Jedi entraram num duto de ventilação da Nave da Federação. No jogo fazemos o caminho daquela sala até o hangar onde estão os taques de invasão a Naboo e por onde os dois Jedi fogem. É possível jogar com Obi-Wan, Qui-Gon Jin, Capitão Panaka ou a Rainha Amidala em suas respectivas fases dentro do jogo.

Destruir droids, yeah!

Destruir droids, yeah!

Com gráficos 3D e câmera vista por cima da cabeça dos personagens, esse jogo mostrou uma riqueza enorme de detalhes das naves da Federação e demais locações vistas de um ângulo diferente dos filmes. Ao jogar com Obi-Wan e Qui-Gon, é possível usar vários poderes da força e os sabres de luz, e também outros tipos de armas menos elegantes como bombas e blasters. O jogo contém apenas 11 fases, porém cada uma delas é relativamente grande, com vários enigmas para se resolver, além de muita ação.

3437358-5093417376-phant

Que deselegante atirar numa rainha.

O som do jogo é também algo para se notar. Os efeitos de tiro de blaster, explosões ou movimentos com lightsabers (até o som de liga/desliga do sabre) são os mesmos utilizados pelo filme, o que faz a experiência de jogar muito mais rica. Como nos filmes, existe também música de fundo. A majestosa trilha composta por John Williams está presente durante todo o jogo e cada fase contém músicas diferentes. Durante as horas de ação, a música também muda, deixando as coisas mais empolgantes!

287275-phantom_001

O dinheiro da república serve sim, Watto!

Meu primeiro contato com o jogo foi por volta da época de seu lançamento. Pude jogar tanto no PC quanto no Playstation (não meus!). Minha fase preferida é a bordo da nave da Federação. Uma das cenas que eu mais gostava na época era aquela primeira cena em que Obi-Wan e Qui-Gon batalham com os dróides e no jogo começamos exatamente nela e dá pra destruir e desviar dos tiros dos droides da forma que o jogador quiser!

Menu do jogo

Menu do jogo

No geral, Star Wars Episode I: The Phantom Menace é um bom jogo para aqueles que querem começar a jogar os jogos antigos de Star Wars e aumentar a experiência do primeiro filme. Pode ser considerado um pouco difícil pois não tem as facilidades que os jogos atuais tem que é mostrar pra onde se deve ir através de um mini-mapa. Hoje em dia os gráficos e jogabilidade estão bem datados e encontrar para comprar pode ser um grande desafio.

Será que esse look cai bem?

Será que esse look cai bem?

Vídeo de gameplay:

Calleb Bezerra

Fã inveterado de Star Wars, acredita que os Ewoks são mais terríveis do que pensamos e que os Midi-chlorians foram uma ideia induzida pelo Lado Sombrio da Força.