contato@jedicenter.com.br
Galaxy’s Edge

Saiba mais sobre os quadrinhos e livros ambientados no mundo de Galaxy’s Edge

A Lucasfilm acaba de divulgar informações a respeito dos novos materiais canônicos relacionados ao parque Star Wars: Galaxy’s Edge, que deve ser inaugurado ainda este ano no Disneyland Resort e no Walt Disney World Resort.

Star Wars: Galaxy’s Edge

Star Wars: Galaxy's Edge Marvel

A primeira novidade fica por conta da mini-série em quadrinhos de seis edições que será publicada pela Marvel, Star Wars: Galaxy’s Edge. Com lançamento previsto para o dia 24 de Abril nos Estados Unidos, essas HQs introduzirão os fãs ao planeta Batuu.

O Black Spire Outpost é frequentado há muito tempo por contrabandistas, comerciantes e viajantes de todos os cantos da galáxia que buscam seus créditos no infame mercado negro – ou experimentam as emoções exóticas que o remoto mundo de Batuu tem a oferecer. Estrangeiros como o infame Dok-Ondar, proprietário de antiguidades raras e únicas, aproveitam as oportunidades especiais que rodeiam o local sem lei à beira do Espaço Desconhecido nesta minissérie inédita do escritor Marvel, Ethan Sacks (Old Man Hawkeye), e do artista Will Sliney (Solo: Uma História Star Wars)

Black Spire

Black Spire

Em seguida, tivemos a confirmação do livro Black Spire, que será escrito por Delilah Dawson e chegará nas livrarias americanas em 03 de Setembro. Neste romance, um prequel para a experiência dos parques da Disney, a General Leia Organa envia seu principal espião para Batuu em uma busca desesperada por aliados da Resistência.

A Crash of Fate

A Crash of Fate

Redigida por Zoraida Córdova, A Crash of Fate tem lançamento marcado para o dia 06 de Agosto. Neste romance de classificação Young Adult, Izzy e Jules eram melhores amigas até a família de Izzy deixar abruptamente Batuu quando ela tinha seis anos. Agora ela está de volta, e Jules, o garoto que nunca foi embora, não tem certeza do que fazer com ela. Enquanto estão fugindo de traficantes vingativos e de um pirata furioso, os dois amigos chegarão a um acordo de quem eles realmente são e o que eles significam um para o outro.

Star Wars: Myths & Fables

Star Wars: Myths & Fables

Por fim, Star Wars: Myths & Fables de George Mann e com ilustrações de Grant Griffin também será lançado em 06 de Agosto nos Estados Unidos. Particularmente, foi a obra que mais me chamou atenção em relação às outras apresentadas. Confiram a sua descrição e logo após trechos exclusivos do conto “The Knight & the Dragon”:

Conheça os emocionantes contos de espaço, fábulas e mitos narrados em uma galáxia muito distante. O livro apresenta duas histórias que ocorrem no remoto mundo da Batuu, além de muitos outros contos não revelados nos limites da galáxia, ilustrados em um estilo que homenageia os clássicos infantis do mundo real.

Tusken

Havia uma tribo de povos nômades no planeta distante e empoeirado de Tatooine que, durante muitos meses, foi aterrorizada por um terrível dragão.

Eles eram um povo simples, com necessidades simples, que por gerações tiveram uma vida habitual nas duras areias do deserto, negociando com as outras tribos por água e sustento, resgatando os destroços deixados por aqueles poucos descuidados que compartilhavam o seu mundo – aqueles outros cujas vidas se desdobraram nas barulhentas cidades e espaçoportos, que tentaram inutilmente reter a areia em vez de aceitar os seus presentes.

O povo do deserto, no entanto, tinha poucos motivos para visitar aquelas cidades abundantes e, embora tivessem percorrido as dunas em grandes caravanas, haviam encontrado um lugar para se estabelecer. Eles estavam em harmonia com a terra e sabiam que o próprio deserto lhes proporcionaria tudo de que precisassem.

Foi assim que esses Povos da Areia vieram para estabelecer uma aldeia própria, um lugar que eles poderiam chamar de lar.

Durante muitos meses a aldeia floresceu e a comida e a água provaram-se abundantes quando o deserto oferecia seus presentes. Os aldeões, outrora tão habituados à sua migração interminável através das areias, tornaram-se complacentes e confortáveis. No entanto, em sua ignorância, eles não sabiam que haviam despertado a ira de um grande dragão, Krayt, que fez seu ninho entre as dunas próximas e clamou o domínio para si.

Krayt era dissimulado e sabia que o Povo da Areia não era de modo algum equivalente em batalha ou astúcia, então planejou um plano para se livrar deles. Assim como o deserto providenciara para os aldeões, também forneceria para o dragão. As pessoas da areia eram numerosas e o dragão sempre faminto; se racionasse com cuidado, os aldeões o sustentariam por muitos meses. Logo, recuperaria o seu domínio daqueles intrusos – uma vez que eles estavam todos dentro de sua barriga -, mas os dragões são longevos e preguiçosos, e Krayt não viu necessidade de se apressar.

Assim, optou por começar com o gado gordo do aldeão, que eles mantinham em grandes currais nos arredores da aldeia. Só então, quando todo o rebanho fosse consumido, o dragão desfrutaria do sabor de que tanto desejava: as pessoas.

Então começou uma campanha de terror noturna enquanto o dragão – tão grande que só a batida de suas asas era suficiente para agitar a areia em grandes tempestades que assolavam as tendas dos aldeões – descia sobre a aldeia para agarrar as bestas que choravam em seus estábulos. Os aldeões se encolheram diante da mera visão de uma fera tão terrível, e em seu medo, eles não fizeram nenhum movimento para tentar impedir os ataques do dragão.

No quinto dia, no entanto, os aldeões estavam ficando desesperados, pois sabiam que, se o dragão continuasse, logo não restaria mais comida para alimentar os seus filhos. Naquela noite, dez dos guerreiros mais confiáveis ​​da aldeia pegaram suas armas e foram proteger os estábulos, na crença de que, juntos, eles poderiam ser fortes o suficiente para assustar a fera, ou mesmo matá-la.

Como havia acontecido na noite anterior, o dragão veio com os sóis presentes – uma silhueta vasta e horripilante, austera contra o céu avermelhado. Com suas enormes asas, ele voou baixo sobre as cabeças dos aldeões, girando sobre eles enquanto levantavam as armas e miravam. No entanto, suas armas eram ineficazes e não afetavam a fera. O dragão então fastou os aldeões para o lado com um movimento de sua asa e mais uma vez voou pela noite como um animal sedento pelo jantar.

Desta forma, continuou por muitos dias, até que todo o gado dos aldeões tivesse sido consumido, e os próprios habitantes viviam com medo do que o dragão Krayt poderia fazer quando voltasse para descobrir os estábulos vazios.

Krayt, no entanto, planejara uma eventualidade desse tipo e desejara secretamente aquele dia, porque, para um dragão, não há refeição mais doce do que um aldeão indefeso.

Naquela noite, o dragão retornou à aldeia para descobrir que as celas haviam sido abandonadas. Com uma gargalhada de alegria maliciosa, virou-se para a aldeia e bateu as asas até que as barracas foram varridas em uma tempestade de areia e as pessoas encolhidas abaixo foram reveladas. Por um momento, o dragão pareceu demorar, e então, lambendo os lábios, selecionou um menino, o qual arrancou dos braços da mãe e levou para a noite.

O menino não foi o último dos seus pares a perder-se de tal maneira, pois o Krayt logo desenvolveu um gosto muito especial pelas crianças. Os aldeões começaram a esconder seus jovens em poços sob as areias movediças, mas o dragão era sábio e já havia visto tais truques antes. Desenterrou as crianças como vermes se contorcendo, uma para se deleitar a cada noite.

Os aldeões não podiam mais suportar isso e elegeram um guerreiro dentre eles, que lutavam com as suas armas mais preciosas, adornavam com suas armaduras mais fortes e eram enviados ao deserto para expulsar o dragão de seu ninho. Essa guerreira carregava vingança em seu coração, pois sabia que o dragão devia pagar pelas vidas que roubara, e ela corajosamente alegou que logo voltaria com a cabeça da besta como um troféu de sua vitória. Os aldeões aplaudiram quando ela se afastou em direção ao horizonte, e em seus corações, pela primeira vez em meses, eles carregaram esperança para o futuro…

As novidades não acabam!

A Lucasfilm disse que podemos esperar que as obras detalhadas acima e mais títulos cheguem ainda no outono americano, incluindo uma série de quadrinhos infantil de Galaxy’s Edge sob responsabilidade da IDW Publishing. Haverá também um livro de receitas oficial da Insight Editions, apresentando alguns dos pratos exóticos criados para o parque, bem como comidas retiradas de outros materiais da saga.

Leia mais sobre as revelações de Galaxy’s Edge em Starwars.com!

Lucas Dirani

Fanático por Star Wars desde os 6 anos, teve o seu primeiro contato com a saga assistindo os filmes da trilogia clássica e jogando Super Star Wars de SNES. Atualmente escreve para o site Jedicenter e coleciona todos os materiais da franquia, desde livros/HQs até action figures.