contato@jedicenter.com.br
Star Wars

Por onde começar no novo cânone de Star Wars?

Desde que a Disney comprou a Lucasfilm lá em 2012, o universo de Star Wars mudou drasticamente. Muitas histórias, personagens e materiais construídos por diversos autores deixaram de fazer parte da linha do tempo da saga. Com isso, novos desafios surgiram para a equipe criativa da Lucasfilm, encarregada de estender com a coerência o enredo dos filmes e da série The Clone Wars a partir de 2014.

Passados quase três anos dessa dificílima etapa, inúmeros livros, quadrinhos, séries e jogos já foram lançados, preenchendo principalmente os espaços entre os longas da trilogia clássica. Muitos guias excelentes, incluindo o dos nossos parceiros da Sociedade Jedi, surgiram com a intenção de listar todos os conteúdos inéditos de forma cronológica, e assim facilitar a vida dos fãs.

Entretanto, mesmo na presença desses tipos de publicação, o que encontro bastante em grupos e páginas do Facebook é a dúvida de por onde começar no novo cânone de Star Wars. Aliás, esse questionamento também era recorrente quando as obras hoje consideradas Legends integravam o cânon, e com certeza continuará atingindo os interessados em dar um salto além dos filmes.

Por conta disso, decidi escrever este artigo. Logo de cara, gostaria de deixar claro que não há um livro ou HQ específica para introdução no universo expandido. Qualquer material que você escolher será válido e te colocará a par de aventuras originais. Contudo, tenha em mente uma dica importantíssima: antes de começar a leitura de determinada história em quadrinhos ou livro, procure se informar a respeito da época que a trama ocorre. Ou seja, entre quais filmes o enredo está inserido (e à medida que você adquirir experiência, cheque no meio de quais outros exemplares/HQs).

Sabendo desse detalhe, vá em frente e divirta-se. Recomendo esta ciência para todos os iniciantes, porque assim ficará mais fácil entender os acontecimentos da história e até mesmo pegar algumas referências. Portanto, não se esqueça desta dica!

Sugestões conforme o interesse

Calma, a orientação sobre o período das narrativas não será a única que darei por aqui!

Abaixo, listei conselhos de livros, séries e HQs para você entrar de uma vez por todas no universo expandido de Star Wars. Vale ressaltar que são apenas recomendações relacionadas a possíveis curiosidades suas. Como disse anteriormente, qualquer material escolhido servirá de início nas histórias “extras” do cânone. Porém, eu também já passei por esta experiência de indecisão, e assim listei as seguintes sugestões:

Quais são as histórias de Rey, Finn e Poe antes do Episódio VII?

Caso você tenha assistido ao Despertar da Força e ficado com esta curiosidade, o cânone de Star Wars oferece algumas obras relacionadas.

Primeiramente, compre o livro Antes do Despertar (Before the Awakening). Ele está disponível em português nas principais livrarias do país, e conta com detalhes sobre a vida de Rey em Jakku, além do cotidiano de Finn na Primeira Ordem e os acontecimentos vividos por Poe no papel de piloto da Nova República. Mesmo possuindo poucas páginas, é uma leitura que acrescenta muito e agradável para os iniciantes.

Depois disso, procure ler os quadrinhos de Poe Dameron e seu Esquadrão (Poe Dameron: Black Squadron). Ainda em lançamento nos Estados Unidos, a série estreou aqui no Brasil dentro da edição de número 19 da revista Star Wars publicada pela Panini. As HQs narram aventuras de Poe já como piloto da Resistência, que possui o dever de encontrar o paradeiro de Luke Skywalker (sim, exatamente a premissa que vemos no começo do Episódio VII).

Por fim, deixo a recomendação de outro livro, mas este para daqui alguns meses. Star Wars: Phasma, lançado agora em Setembro (2017) nos Estados Unidos, explora a personagem interpretada por Gwendoline Christie no seu planeta natal, relatando inclusive quando a capitã entrou para a Primeira Ordem. Inúmeros fãs não ficaram satisfeitos com a partição dela no Despertar da Força, e esse livro é ótimo aos interessados na vilã. Entretanto, a obra deve demorar um certo tempo até chegar no Brasil.

O que aconteceu entre os prequels?

Retirado de starwars.com

 

Ainda que a trilogia prequela seja criticada por muitos telespectadores até hoje, A Ameaça Fantasma, O Ataque dos Clones e A Vingança dos Sith também possuem seus admiradores. E se você é um deles, pode tentar imaginar o que aconteceu no intervalo de tempo entre os filmes. Graças especialmente à George Lucas, essa fantasia é realidade no cânone de Star Wars.

O seriado The Clone Wars, disponível na Netflix, apresenta seis temporadas (121 episódios) e foi um dos poucos materiais que permaneceram como cânon após a aquisição da franquia pela Disney. Particularmente, e na opinião de vários fãs, TCW é a melhor expansão dos filmes que o universo Star Wars detém, pois preenche de maneira esplêndida os acontecimentos entre o Episódio II e Episódio III, além de desenvolver Anakin e outras figuras dos longas. A propósito, é aqui que a padawan de Skywalker, Ahsoka Tano, faz sua segunda aparição.

A origem da protagonista ocorre no filme de Star Wars: The Clone Wars, que pode ser assistido igualmente na Netflix. Junto do seriado, recomendo bastante que esse seja o seu contato inicial com o universo expandido. Ele é basicamente um piloto para a série, e irá te apresentar os personagens principais que ganham destaque na animação.

Mudando para as histórias em quadrinhos, Obi-Wan & Anakin é uma formidável sugestão complementar aos novatos que querem desbravar o período de disputa entre separatistas e republicanos. Publicada nas edições 16, 17, 18 e 19 da HQ Star Wars pela Panini no Brasil, a trama se passa no ínterim do Episódio I e Episódio II, dando ênfase ao treinamento de Anakin como padawan e seu relacionamento com Kenobi e Palpatine (Sidious). Você irá amar ver não só esses pontos, mas também a ambientação, espécies e personagens de Carnelion IV, planeta no qual o enredo é desdobrado.

O que aconteceu com o Império após o Retorno de Jedi?

Retirado de starwars.com

 

Como o Despertar da Força sucede em 30 anos os acontecimentos do Retorno de Jedi, naturalmente o questionamento deste tópico é corriqueiro aos amantes dos filmes. E por sorte, a Lucasfilm está trabalhando no tema, mas tomando certos cuidados tendo em vista os próximos episódios da saga nos cinemas.

A trilogia de livros Aftermath, que já teve as duas primeiras partes lançadas no Brasil pela Editora Aleph (Star Wars: Marcas da Guerra e Star Wars: Dívida de Honra), é a melhor fonte de informações pós Episódio VI até o momento. Durante a longa história dividida em três partes, vemos a tentativa lenta de reconstrução do Império, e simultaneamente a ascensão da Nova República, que por sua vez tenta acabar com os resquícios do governo de Sidious pela galáxia. E o melhor disso tudo são os novos personagens inseridos nesse contexto de transição política, ao passo que ligações e mistérios vinculados a nova trilogia também dão as caras.

A leitura de Marcas da Guerra pode ser um pouco cansativa no início, mas não desanime. Afinal, analisando o todo, os três livros te deixarão ciente de muitos assuntos não tratados nos filmes.

Simultaneamente as obras da série Aftermath, sugiro duas histórias que elucidam ainda mais o retrato do universo depois da Batalha de Endor. A primeira delas é o romance Bloodline, que chegará em breve nas livrarias novamente através da Editora Aleph. O enredo do livro foca principalmente na Princesa Leia e sua transformação em General, além de nos fazer entender o surgimento da Primeira Ordem e problemas políticos envolvendo a Nova República. Lendo a trilogia Aftermath e em seguida Bloodline, sua visão a respeito do Episódio VII com certeza mudará para melhor (além de muitas dúvidas serem sanadas)!

Encerrando, gostaria de mencionar o título Império Despedaçado aos amantes dos quadrinhos. Já publicada no Brasil pela Panini, a HQ transcorre próximo aos eventos do Retorno Jedi, e mostra aos leitores os pais do personagem Poe Dameron e a investida da Aliança Rebelde contra as forças imperiais que resistem a derrota em Endor. Aliás, os fãs dos prequels também têm um excelente motivo para ler esta história, o qual só descobrirão lendo as edições!

O treinamento de Luke Skywalker foi além de Dagobah?

Mais uma pergunta frequente, e até mesmo polêmica no fandom. O breve treinamento de Luke Skywalker em Dagobah sempre foi alvo de incansáveis críticas. Nunca vimos na prática o filho de Anakin evoluir como um Jedi, tanto que no Episódio VI ele já aparenta estar maduro comparado ao retratado no Império Contra Ataca. Porém, essa “falha” recebeu um belo concerto recentemente no universo expandido de Star Wars. Se você tiver a curiosidade de conhecer o treinamento de Luke além do planeta Dagobah, material é que não falta para começar sua jornada no cânone.

Os livros A Arma de um Jedi e Herdeiro do Jedi, ambos situados pós Uma Nova Esperança, são leituras rápidas e suaves que contam sobre a procura de Luke Skywalker por mais conhecimentos da antiga Ordem Jedi e da Força. Surpreendentemente, o herói vive experiências inéditas no caminho Jedi antes mesmo de Dagobah, e garanto que todos irão adorar isso. Até porque, o jovem Skywalker estabelece novos relacionamentos, reencontra antigos amigos e ainda aumenta suas habilidades no processo. Simplesmente obras obrigatórias, e as duas estão disponíveis em português.

Na vertente dos quadrinhos, a série Star Wars acrescenta a evolução do personagem vista nos livros citados. Os fãs de Obi-Wan Kenobi também vão gostar, porque o crescimento de Luke como um Jedi está intimamente conectado ao antigo mestre de Darth Vader durante os acontecimentos da HQ. Falando nisso, caso você inicie a leitura de SW, não deixe de acompanhar a série do Escolhido: Star Wars – Darth Vader. Afinal, os dois seriados são complementares e até mesmo se cruzam, portanto caso queira uma plena experiência, siga esta dica. Atualmente, Star Wars e Star Wars: Darth Vader estão sendo publicadas pela Panini, e ocorrem após o Episódio IV.

Não me enquadro em nenhum dos itens anteriores!

Ao ler Estrelas Perdidas, está cena do Despertar da Força ganhará um novo significado para você

Caramba, então você realmente está perdido! Mas não se preocupe, pois te darei um dos melhores conselhos relacionados ao atual universo de Star Wars.

Quando comecei a me interessar pelas histórias fora dos filmes lá no final de 2015, a minha primeira leitura do universo expandido foi o romance Estrelas Perdidas, de Claudia Gray, mesma autora de Star Wars: Bloodline. E parando para pensar sobre isso quase dois anos depois, cheguei a conclusão que tive muita sorte. Basicamente, na época eu também não tinha muita noção sobre qual enredo escolher ou como o cânon da saga estava organizado. Inclusive, sendo sincero, nem conhecia a diferença entre Legends e cânone. Só fui me aprofundar no antigo UE e no novo por conta de Estrelas Perdidas, e eu lhes direi a razão disso logo a seguir.

O livro atinge com perfeição todos os públicos de Star Wars. Os que só são familiarizados com os filmes, se sentem extremamente a vontade, porque quase toda a narrativa acontece durante os filmes da trilogia clássica, revisitando as principais batalhas dos longas. Já para quem possui contatos além dos episódios, a trama desenvolvida em Lost Stars torna-se um prato cheio por explorar a Batalha de Jakku e inserir novos personagens, Thane e Cienna, que são os protagonistas do livro. Além do mais, eles dois colocam o livro em outro patamar, pois arrisco a dizer que até para quem nunca teve contato com Star Wars vai admirar a jornada escrita por Claudia Gray. O relacionamento de Thane e Cienna não se resume a um simples romance genérico, mas coloca em cheque os ideais tanto do Império quanto da Rebelião, propondo assim um dilema bem característico de Star Wars.

Portanto, se você definitivamente não sabe por onde começar, compre Estrelas Perdidas e a partir daí não pare mais de acompanhar o cânone.

****

Espero que esta postagem tenha sido útil de alguma forma para você. Tendo qualquer dúvida, basta comentar que terei o maior prazer em ajudar com o possível. Sempre é legal apresentar novas histórias aos fãs, e contribuir com isso é a parte mais legal de Star Wars para mim.

Boa diversão a todos!

Lucas Dirani

Fanático por Star Wars desde os 6 anos, teve o seu primeiro contato com a saga assistindo os filmes da trilogia clássica e jogando Super Star Wars de SNES. Atualmente escreve para o site Jedicenter e coleciona todos os materiais da franquia, desde livros/HQs até action figures.
  • Rodrigo Araujo

    Excelente post!!! Ótimas recomendações e orientações, muito bom mesmo!

    • Lucas Dirani

      Valeu, Rodrigo! Fico feliz pelo comentário 🙂