Contando as Guerras Clônicas #1

Olá de novo. Para quem já leu o artigo #0, pularemos a introdução. Tomarei a liberdade de durante o texto usar títulos primeiramente em inglês e apenas na primeira aparição colocar a tradução. Os episódios seguem uma marcação sXXeYY, onde sXX representa a temporada e eYY o episódio. Exemplo: s04e12 é o 12º episódio da 4ª temporada. O artigo original que serviu de base para este pode ser lido aqui.

Para saber como The Clone Wars se encaixa no UE previamente existente, vejamos o que acontece antes do primeiro episódio cronológico: Asajj Ventress emergiu como a assassina do Conde Dooku e já confrontou  Obi-Wan Kenobi e Anakin Skywalker. O General Grievous lidera o Exército de Dróides da Confederação e batalhou com a República e os Jedi inúmeras vezes. Anakin já é um Cavaleiro Jedi e carrega cicatrizes das Guerras Clônicas em seu rosto. A 501st Clone Trooper Unit (501ª Unidade de Clone Troopers) sob o comando do Capitão Rex e marcada de azul, é designada para Anakin. Obi-Wan é membro do Conselho Jedi. Sua dedicada unidade de clones é a 212th Attack Battalion (212º Batalhão de Ataque) liderada pelo Comandante Cody. Como presente de Padmé, R2-D2 agora serve a Anakin enquanto C-3PO, agora pintado de dourado, serva a Senadora Padmé Amidala.

 

s02e16 “Cat and Mouse” (Gato e Rato)

Obi-Wan e Anakin devem furar um bloqueio separatista para entregar suprimentos em Christophsis. Eles encontram o Comandante Separatista Almirante Trench e conseguem mais do que queriam.

Curiosidades: Almirante Yularen é indicado para Anakin pela primeira vez neste episódio, marcando sua primeira aparição cronológica na série. O episódio menciona um encontro anterior de Yularen e Trench, mas esse nunca foi mostrado em outras fontes.

Opinião do M’Y: Já aviso que sou muito chato com muito do que foi produzido nas duas primeiras temporadas. O episódio em si, quando visto sozinho, é bom. Há toda uma tensão construída pelo fato de a nave ser desarmada e um protótipo, além da história prévia de Yularen e Trench, um suposto gênio estratégico. Ele pode não ser exatamente um gênio, mas é certamente mais inteligente do que 90% dos líderes separatistas que aparecem depois. Meus problemas com o episódio são alguns conceitos:

– A nave camuflada (Romulanos, Jornada nas Estrelas, oi!) que nunca mais aparece, mesmo mais de 20 anos depois durante a Trilogia Clássica;

– O que diabos estava fazendo o senador Organa preso em um planeta? Tudo bem, sabemos que Alderaan é pacifista e humanista, mas precisava ir ele? Não tinha ninguém que ele pudesse mandar no planeta inteiro? Se pensarmos cronologicamente, esta é a primeira aparição desse problema, que se repete várias vezes durante a série;

– E o principal: qual o motivo de voltar nesse arco na segunda temporada? Ele já era grande demais, ficou ainda maior (6 episódios, ver entrada do filme abaixo no artigo) e este episódio é totalmente desnecessário para o arco como um todo.

Nota do M’Y: 6.5 de 0 a 10.

Leia Mais