contato@jedicenter.com.br
Crawl

OS ÚLTIMOS JEDI | Texto de abertura tem três parágrafos!

“Cinco minutos depois, Rey ainda está parada olhando para Luke…”

Isso é provavelmente o que todo mundo acha que terá no texto de abertura do filme, já que estamos falando de um filme da saga e não de um dos Anthology (aliás, este que vos escreve espera que o filme do Han tenha um texto). Porém, em entrevista para a MTV gringa, Rian Johnson, diretor, roteirista e Sith que quer acabar com Os Últimos Jedi (sim, trocadilho intencional), afirmou que apesar do filme iniciar exatamente de onde o anterior parou (a cena de Rey entregando o sabre para Luke foi refilmada para o filme, inclusive), há um texto de abertura de três parágrafos!

Ficamos todos muito felizes com a notícia, apesar de todos nós termos visto O Despertar da Força até o fim. Mas o que poderia estar nesse texto? Temos alguns chutes e teorias:

  • A lembrança de que a Nova República não tem mais governo e nem frota, o que deve transformar a galáxia num caos;
  • Avisar que a Primeira Ordem perdeu a Starkiller, mas está atacando, visto que é o maior poder militar da galáxia no início do filme;
  • “Hux e Kylo Ren escaparam para [insira planeta X], base de operações da Primeira Ordem”;
  • “Eu sou Groot!”;
  • “Após fugir de D’Qar, a Resistância se fixou em [insira planeta X] e está sendo perseguida pela galáxia pela temível Capitã Phasma”.

Seguem agora alguns pequenos detalhes que podem conter spoilers:

  • Em outra entrevista, Rian Johnson afirmou que a cena numa planície de sal com areia/fumaça vermelha deixada por naves da Resistência se dá no planeta Crait, onde está a nova base da Resistência. As naves (que acreditamos serem speeders) irão lutar contra as novas versões de AT-ATs e AT-STs.
  • Rose, a personagem da atriz de origem asiática Kelly Marie Tran, é uma grande fã de Finn. Nós não vimos ele em ação no trailer, mas sabemos que ele se recupera. Segundo John Boyega ao Entertainment Tonight, “Finn é uma ‘grande coisa’. É uma ‘grande coisa’ na Resistência agora. Quero dizer, você tem que pensar nisso, entre os episódios VII e VIII, as pessoas já ouviram falar de todas as coisas incríveis que ele fez. Agora ele está, tipo, acenando e dizendo ‘oi’ para todas as mulheres da Resistência”. Ele adiciona que “a personagem de Kelly é uma fã absoluta de Finn. Ela está tão interessada. E tem uma mudança interessante, porém, conforme eles se aproximam. A dinâmica entre eles é muito interessante. Finn vê muito de si mesmo nela, e ela ainda está tentando descobrir o seu lugar. Ela não é um soldado. Ela não é piloto. Ela está tentando descobrir o que ela pode fazer que é importante para a boa luta. E assim ambos têm que descobrir isso juntos.”
  • Erik Davis, editor do site Fandango conversou com Daisy Ridley sobre o filme e segundo ela, as pessoas que já viram um primeiro corte do filme dizem que ele é “diferente”. Se isso é bom ou ruim, dependerá se o Luke irá manter ou não os Jedi, só veremos em 15 de dezembro.

Mestre Yoda

Mestre Yoda na verdade se chama Jair e é um engenheiro nerd que se pudesse ganharia dinheiro com Star Wars. Como não pode, fica enfiado nos detalhes do Universo Expandido e das obras para telinha da saga o máximo que pode. Só vê uma possibilidade de Star Wars ser melhor do que é: The Beatles como trilha sonora!