contato@jedicenter.com.br

Contando as Guerras Clônicas #3

E no meio de dinâmicas para trainee, entrevistas de emprego, continuar em casa e toda a bagunça gerada por Disney e Episódio VII, continuo com nossos textos. Prontos para a terceira edição? Tem um episódio muito bom, seguido de um muito ruim, um normal (vulgo não fede nem cheira) e um ame ou odeie (com uns 80% de odeie e eu presente nos 20% ame).

O artigo original que serviu de base para este pode ser lido aqui.

Adicionei lá na linha do tempo do fim as notas que dei para cada episódio, assim fica mais fácil lembrar sem ter que abrir artigo por artigo, mas se você leitor quiser, os artigos anteriores do Jedicenter podem ser lidos clicando aqui.

s01e05 “Rookies” (Novatos)

Uma divisão de clone troopers novatos designada para um quieto posto de monitoramento perto das instalações de criação de clones em Kamino se encontram emuma situação desesperadora quando um ataque surpresa de Droid Commandos deixa eles sozinhos e sem guias.

Curiosidades: Aqui há uma menção de Grievous ter sido visto em Balmorra. Vimos isso na arco da Malevolence.

Primeira aparição dos primeiros Droid Commandos em termos de produção, modelos criados exclusivamente pra série. Cronológicamente eles aparecem antes em Clone Cadets

Primeira menção por nome da 501st, que para quem não lembra é o batalhão do Anakin.

Temos a quarta aparição de neebrays logo nos cinco primeiros episódios da temporada, adultos como no arco da Malevolence.

Opinião do M’Y: Chegamos ao 13º episódio da linha do tempo (lembrando sempre que o filme são quatro episódios, mesmo que ele não esteja passando como episódios separados). Lá em 2008 já tava todo mundo traumatizado com o filme e apenas o episódio do Yoda tinha sido realmente divertido. Como 99% dos fãs old school, eu era daqueles que queria pegar a Ahsoka pelo pescoço à cada vez que ela abria a boca. Se nesta segunda vista já passamos por episódios bons e os não tão bons ganharam uma sobrevida quando já se sabe o que veio depois, não era assim. Logo, lá em 2008 esse episódio foi a primeira real visão de que havia mais do que aqueles personagens que todos sabemos como termina e que havia espaço para velhos fãs na audiência da série. Guarde este episódio, pois é provavelmente o melhor da primeira temporada (dos sérios, ao menos).

Hoje ao ver Rookies, já conhecemos Droidbait,  Cutup, Hevy, Echo e Fives do episódio Clone Cadets e criamos uma relação ainda maior com eles. E isso melhora o episódio! Confesso que nem notei Droidbait sendo morto logo no começo – ele era um dos dois que foram verificar a invasão dróide – mas senti sim por Cutup ter sido engolido pela enguia gigante. Em 2008 apenas Rex e Cody me interessavam.

Os Commando Droids, pela primeira vez em ação real, foram uma adição realmente importante para o episódio. Eles trazem algo que nem Battle Droids, nem Super Battle Droids conseguem: sensação de perigo real. E como são comandos, não andam em grandes números, o que ajuda na questão técnica/orçamentária das primeiras duas temporadas que não permitia batalhas enormes. E o roteiro foi extremamente feliz em quase todas as escolhas da história, exceto por uma: Grievous fugindo novamente tão facilmente. Eu não contei a quantidade de naves, mas era uma frota para invadir Kamino – provavelmente o segundo planeta mais bem guardado da República! Aí chegam três (esses eu contei) Star Destroyers e de repente o cara fala que foi superado e foge? Se só isso de naves republicanas faz ele fugir, ele ia fazer O QUÊ em Kamino? Passeio turístico? Comprar uns Clones pra ele?  Tomar um chá com Lama Su?

Mas muito feliz mesmo foi a escolha do sacrifício de Hevy (que também ganhou muito mais peso com Clone Cadets). Isso é o tipo de escrita que quase não se tem coragem de usar em programa infantil e que devemos parabenizar o time de roteiristas da série por ter essa coragem toda. É daqueles episódios para ver e rever diversas vezes.

Nota do M’Y: 9.0 de 0 a 10.

s01e06 “Downfall of a Droid” (A Queda de um Andróide)

Quando R2-D2 é perdido durante uma batalha espacial, Anakin deve ir em uma perigosa missão atrás das linhas inimigas para resgatá-lo antes que os Separatistas pudessem roubar os segredos militares dos Jedi.

Curiosidades: O novo dróide de Anakin, R3-S6, é um dos únicos R3 com o domo opaco. Dróides R3 deveriam ter o domo transparente, permitindo a visão de seus circuitos internos.

Além de chamar Anakin de Skyguy, Ahsoka chama Rex de Rexter.

Este foi o segundo episódio produzido. O primeiro fez parte do filme, então estas são as imagens mais antigas da série.

Uma versão anterior do biscoito da sorte Jedi dizia: “Friends are hard to find, difficult to leave, impossible to forget”, que em tradução livre fica “Amigos são duros de achar, difíceis de deixar para trás, impossíveis de esquecer”.

Opinião do M’Y: O quê dizer deste episódio, senão o fato de ser um dos mais irritantes de toda a série? Primeiro temos três ou quatro minutos muito interessantes, com uma estratégia de Anakin a lá Han Solo e Boba Fett. Depois o episódio desanda. R2 desaparece e Anakin passa a agir como o pré-adolescente que acabou de perder o iPhone. Ah, mas é o R2! Pra nós fãs sim, mas no contexto é apenas um dróide a mais perdido entre milhares em uma guerra de proporções galácticas. Não fosse pelo fato de Anakin nunca ter formatado o R2, não havia o menor sentido em procurá-lo. E aí mandam o R3-S6, o Goldie (Douradinho, em tradução livre). Esse é daqueles episódios que você assiste torcendo pro Grievous chegar e explodir tudo. Ouvi tanto “Goldie” que precisei de um dia de descanso pra continuar a ver essa duologia. E, convenhamos, com um dróide zoado como aquele, fico pasmo que ninguém tenha formatado aquilo. Ficaram vendo se melhorava na próxima missão…

Nota do M’Y: 3.5 de 0 a 10.

s01e07 “Duel of the Droids” (Duelo dos Andróides)

Quando Anakin, Ahsoka, R3-S6 e um grupo de clones invadem o posto de escuta avançado de Grievous para resgatar R2-D2, o general consegue antecipar todos os seus movimentos e fica claro que alguém do grupo está traindo eles.

Curiosidades: No script é definido que a estação Separatista está na atmosfera de uma das luas de Ruusan, planeta muito conhecido dos jogadores de Star Wars Jedi Knight I e II e leitores da HQ Jedi vs. Sith.

O clone trooper com linhas azuis saindo dos olhos é Denal. Ele apareceria novamente em Cargo of Doom (s02e02).

Opinião do M’Y: Assim como ninguém formatou o R3 esperando que ele melhorasse sozinho eu fiquei esperando que o fim da duologia melhorasse o começo. Melhora. O episódio em si não é ruim, mas certamente não entra nos memoráveis. Há uma explicação até que legal para as atitudes do tampinha reserva, mas que não explica pq diabos ninguém mexeu no andróide. E menos ainda explica a necessidade de um plano tão mirabolante para conseguir dados da República quando se trabalha para Darth Sidious.

Outra coisa que é broxante é a irritante Ahsoka conseguindo sozinha segurar o General Grievous. É claro que ela não é pareo para o “sucata chefe” mas a diferença de nível entre ele e a Padawan é muito menor do que se poderia esperar – já falei isso em outro reviews, mas assista os episódios 20 e 21 da série 2D. No fim, uma duologia realmente esquecível.

Nota do M’Y: 5.0 de 0 a 10.

s01e08 “Bombad Jedi” (Jedi Bombad)

Os Separatistas acabam achando que o cômico Jar Jar Binks é um Cavaleiro Jedi quando o Gungan se junta à C-3PO para evitar que o malévolo Vice-Rei Nute Gunray

Curiosidades: A primeira aparição de Nute Gunray falando na série.

Padmé perde a segunda nave Nubiana tipo-H em tão poucos episódios.

Primeira de várias aparições do senador Onaconda Farr na série, assim como a primeira aparição do Comandante Gree, que serve à Jedi Luminara Unduli  e é o comandante que ataca Yoda durante a Ordem 66 em ROTS.

A criatura que se torna amiga de Jar Jar, um Kwazel Maw, é baseada em um design de Ralph McQuarrie para uma criatura do pântano de Dagobah.

Amidala menciona que Onaconda Farr foi um grande aliado do pai dela no senado. A ligação de Ruwie Naberrie com o Senado é incerta, já que ele mesmo nunca foi um senador.

No script inicial, o Cavaleiro Jedi Quinlan Vos estaria no planeta trabalhando encoberto e estaria usando a Força para dar a impressão de que Jar Jar era realmente um Jedi. Ele foi retirado dada a então incapacidade técnica de criar um modelo completo tão rapidamente. Ele apareceria em Hunt for Ziro (s03e09).

Opinião do M’Y: Olha, você leitor está lendo isso depois dos reviews dos episódios anteriores. Eu estou escrevendo depois do de Rookies, então pode ser que este destoe um pouco dos outros dois. Se você chegou aqui, quer dizer que leu a sinopse, lembrou do episódio (ou não) e foi legal o suficiente pra saber o que eu penso. Então olha lá a nota.

Olhou a nota? Alta né? Explico o motivo de gostar desse episódio: a mídia utilizada para conta a história desse episódio. Diferentemente dos filmes, onde as ações de Jar Jar são difíceis de engolir, aqui estamos falando de uma série de TV em formato de desenho. Diferentemente de Supply Lines, nada do que ele faz aqui sai fora do que a personagem apresenta nos filmes. Dá até pra pensar “nossa, que androides idiotas, confundirem o Jar Jar com um Jedi!”, mas se coloque na posição deles e de Nute Gunray, vocês tem um senador prisioneiro e aparece alguém com roupa de Jedi, o que é o mais óbvio? Talvez a participação de um Jedi de verdade fazendo Binks parecer como um poderia dar mais credibilidade à história, mas considerando que seria Quinlan Vos, fico bem feliz que as dificuldades técnicas da primeira temporada tenham impedido sua participação.

Alguns pontos difíceis de realmente engolir incluem os clones chegando e se apresentando ao “general Bombad”. Aceito numa boa separatistas confundindo Jedi, mas clone é difícil. E aquela história de que o tio Ono não ia virar separatista? Não foi o que pareceu nas cenas dele sozinho. Mas nada que realmente tire o brilho de um episódio bem feito.

Nota do M’Y: 8.5 de 0 a 10.

 

Então a linha do tempo até agora é:

  • Star Wars: Episode I – The Phantom Menace
  • Star Wars: Episode II – Attack of the Clones
  • s02e16 – Cat and Mouse – 6.5
  • s01e16 – Hidden Enemy – 6.5
  • Star Wars: The Clone Wars – 3.5
  • s03e01 – Clone Cadets – 9.0
  • s03e03 – Supply Lines – 8.0
  • s01e01 – Ambush – 7.0
  • s01e02 – Rising Malevolence – 7.0
  • s01e03 – Shadow of Malevolence – 6.5
  • s01e04 – Destroy Malevolence – 4.5
  • s01e05 – Rookies – 9.0
  • s01e06 – Downfall of a Droid – 3.5
  • s01e07 – Duel of the Droids – 5.0
  • s01e08 – Bombad Jedi – 8.5

Até o próximo artigo, que já tá no meio do caminho! 😀

Mestre Yoda

Mestre Yoda na verdade se chama Jair e é um engenheiro nerd que se pudesse ganharia dinheiro com Star Wars. Como não pode, fica enfiado nos detalhes do Universo Expandido e das obras para telinha da saga o máximo que pode. Só vê uma possibilidade de Star Wars ser melhor do que é: The Beatles como trilha sonora!