contato@jedicenter.com.br
Dryden Vos Collection

SOLO | Destrinchando a coleção de Dryden Vos

Interpretado pelo ator britânico Paul Bettany, o vilão Dryden Vos foi uma das boas adições ao universo de Star Wars em Solo. Ainda que tenha sido morto por sua guerreira de confiança, a destemida Qi’ra, Vos sem dúvida deve aparecer em mais histórias da saga nos próximos anos. Digo isso não somente pelo seu cargo de importância no Crimson Dawn, mas também tendo em vista a coleção de itens raros que vimos a bordo da First Light. Os fãs atentos provavelmente notaram objetos chamativos e que não são mostrados com tanta frequência em outras tramas. É esperado que a Lucasfilm, em determinado momento, anuncie livros ou quadrinhos encarregados de explicar a origem dos artefatos de Dryden, e principalmente a razão de sua obsessão por tais relíquias.

Enquanto esse dia não chega, trago nesta publicação as curiosidades que rodeiam o acervo pessoal de Dryden Vos. Todas as informações foram obtidas do livro Solo: A Star Wars Story – The Official Guide, escrito por Pablo Hidalgo. Mesmo que os detalhes da coleção sejam restritos, é interessante analisar a vasta quantidade de acessórios que Vos possui.

De acordo com o guia do longa-metragem, Dryden Vos é apaixonado por antiguidades, e seu trabalho na Crimson Dawn deu a ele os recursos necessários para construir uma galeria rara. Aqueles que desejam agradar Vos, ou desesperadamente buscam seu perdão, costumam presenteá-lo com itens luxuosos. Contudo, Hidalgo ressalta que nem mesmo as relíquias mais valiosas são garantias que Dryden não irá descontar a sua raiva.

A coleção de Vos dividi-se em seis conjuntos temáticos: antigas relíquias místicas, ídolos de poder e liderança, armamento antigo, cartografia estelar primitiva, artefatos tribais pré-espaciais e tecnologia antiga. Os objetos de Dryden são protegidos por unidades personalizadas da empresa Graysmar-Kidean, que criam campos de preservação invisíveis, mantendo requisitos específicos de umidade, pressão e temperatura.

Cabe salientar que os itens de Dryden Vos vistos na First Light são apenas uma fração das raridades de sua coleção. Vos muda constantemente as galerias por capricho, solicitando relíquias de armazéns em Tanaab, Byblos, Cato Neimodia e em outros lugares. Ele emprega compradores bem pagos e caçadores de relíquias para arriscar suas vidas para encontrar novos troféus.

Mytag Crystal

Mytag Crystal

Originária do romance “Han Solo and the Lost Legacy” (1980), esta caveira de cristal foi canonizada no filme de Ron Howard. O único conhecimento que temos a respeito do item é que ele pertence ao Déspota Xim. Esse personagem surgiu igualmente no livro da década de 80, e entrou para o cânone há dois anos na obra “Star Wars: The Last Jedi: Incredible Cross-Sections” (2017), redigida por Jason Fry. Xim foi um guerreiro tirânico que viveu muitos anos antes da ascensão do Império de Sidious.

Taozin Grub

Taozin

A criatura ‘Taozin’ no Legends

 

A larva da criatura Taozin é apenas uma das criaturas que Dryden Vos esbanja em sua nave. O guia de Pablo Hidalgo menciona que o alienígena foi um presente especial do Moff Doelsor Triggant. A princípio, os Taozins eram exclusivos do Legends de Star Wars, aonde apareceram pela primeira vez no livro “Darth Maul: Shadow Hunter” (2001).

Mandalorian Rally Master Armour

Mandalorian rally master armor

Remetendo à época da Velha República, a armadura ‘Mandalorian Rally Master’ era usada pelos rally masters que atuaram como comandantes de batalha durante as Guerras Mandalorianas de Expansão. Por alguns meses, vários fãs especularam, equivocadamente, que esta armadura indicaria a presença de Boba Fett em Solo. Acredita-se que esse conjunto quase completo da armadura foi roubado do Museu de Mythos, em Kalevala, onde desapareceu de maneira misteriosa.

Holocron Sith e Templo de Exar Kun

Dryden Vos Holocron

Além dos tesouros mandalorianos, Dryden Vos ostenta antiguidades dos Sith. A mais notável delas é um Holocron, que Vos reconstruiu e guardou na sua nave. Provavelmente, o item seria entregue ao seu superior, Darth Maul. Outro artefato que Dryden obteve foi uma laje de pedra obsidiana que foi esculpida com hieróglifos representando feitiços de proteção. O livro ‘The Art of Solo: A Star Wars Story’ (2018) confirma que Vos saqueou o Templo de Exar Kun.

Mão mumificada do Rei Perdido de Duro

Lost King of Duros

De forma semelhante à relíquia de Xim, a mão mumificada do Rei Perdido de Duro possui mistérios quanto a sua origem. Em cada um dos dedos dessa mão há anéis que contêm amostras de células preservadas da linhagem real do planeta.

Queen of Ranroon

Nave de tesouros antigos do Déspota Xim no Legends, a Queen of Ranroon foi outra inclusão ao cânone presente indiretamente na coleção de Vos. Em sua sala, é possível notar uma antiga placa de dados que mostravam glifos com a suposta localização da nave perdida.

Esfera Armilar Alderaaniana

Alderaanian Armillary Sphere

Acredito que Dryden Vos teria preservado especificamente este item se soubesse o que aconteceria com Alderaan anos depois. O artefato é um tipo de esfera armilar da cultura alderaaniana, o qual detinha anéis, uma esfera central e bandas que rastreavam constelações pelo céu. Adicionalmente, Vos possuía vários mapas antigos e outros instrumentos exclusivos de navegação do espaço.

Conjunto escultor tradicional Noghri

Noghri Carver Set

Espécie conhecida sobretudo na Trilogia Thrawn, os Noghri voltaram com força ao cânone a partir do personagem Rukh em Star Wars Rebels. A coleção de Dryden Vos dispõem de um conjunto escultor marcado com símbolos dukha-sigils, que indicavam lealdade de clãs na cultura Noghri.

Outros itens

Dancing Goddess

O quase infinito acervo de Dryden Vos detém outros itens chamativos, a começar pelo ídolo ‘Dancing Goddess’ do povo de Godoan. Em algum momento, o personagem Barpotomous Drebble adquiriu o artefato, que acabou sendo roubado e adicionado à coleção de Vos. A relíquia mais tarde foi despedaçada no confronto entre Dryden, Qi’ra e Han Solo. Todavia, inesperadamente, a HQ ‘Tales from Vader’s Castle 3: The Briar Witch’ (2018) mostra um artefato similar ao de Dryden Vos sob a posse de Darth Vader em seu castelo no planeta Mustafar.

Por fim, o guia de Solo: Uma História Star Wars diz ainda que Dryden Vos dispunha de antiguidades místicas dos Rakata e uma arca contendo as cinzas do Chanceler Contispex I, mais um personagem canonizado do Legends.

Lucas Dirani

Fanático por Star Wars desde os 6 anos, teve o seu primeiro contato com a saga assistindo os filmes da trilogia clássica e jogando Super Star Wars de SNES. Atualmente escreve para o site Jedicenter e coleciona todos os materiais da franquia, desde livros/HQs até action figures.