contato@jedicenter.com.br
Balance

A Profecia do Escolhido: Entenda o conceito literal de equilíbrio da Força

Antes de desvendarmos e dissecarmos sobre o famigerado equilíbrio da Força, precisamos antes estabelecer sobre o que é a Profecia do Escolhido. A Profecia do Escolhido, tanto no universo Legends quanto cânone de Star Wars, falava sobre um ser que viria e restauraria o equilíbrio na Força. No universo cânone, a Profecia está cada vez mais sendo expandida e explorada, portanto, iremos apenas especular seu significado, ainda que ele seja tão semelhante ao da continuação Legends, até então.

A Profecia

Anakin Skywalker. O Escolhido

A Profecia do Escolhido era algo tão antigo e fragmentado que, por conta de sua idade, não se sabe ao certo quando ela fora predita; porém, foi quase na época dos Je’daii – os antecessores dos Jedi no universo Legends -, falando sobre um ser que viria e restauraria o equilíbrio na Força. Ao longo dos milênios que foram se passando, os Jedi começaram a associar este equilíbrio e ser da Profecia como “um Jedi que viria e destruiria os Sith, restaurando o equilíbrio na Força”.

Nós nunca soubemos de fato como era a Profecia do Escolhido, mas, Tionne Solusar – uma historiadora Jedi da Nova Ordem Jedi de Luke Skywalker, no universo Legends – fez um resumo da Profecia, de acordo com as informações adquiridas no Grande Holocron – um Holocron milenar existente no Legends, que contém diversas informações de diversos acontecimentos e Jedi ao longo dos milênios de existência da Ordem Jedi.
Seguindo os registros Jedi do Grande Holocron, Tianne resumiu a Profecia da seguinte forma:

Um Jedi virá
Para destruir os Sith
E trará o equilíbrio para a Força.

Porém, ainda na continuação Legends, o próprio Mestre Jedi Obi-Wan Kenobi, 19 anos antes dos eventos de Uma Nova Esperança – ano dos eventos de A Vingança dos Sith -, acessou a Profecia no Grande Holocron, e comentou sobre o fato de que, em nenhum lugar da Profecia dizia que o Escolhido necessariamente teria que ser um Jedi, dizendo apenas que um Escolhido nasceria e traria equilíbrio à Força.

Concebimento

Darth Plagueis. Mestre de Darth Sidious – Palpatine

Seguindo ainda a continuação Legends, sabemos que, Darth Plagueis – Mestre Sith de Palpatine -, durante sua vida, estudou os midi-chlorians – células que nos permitem se conectar com a Força -, para manipulá-los e influenciá-los a criar vida. Durante estes estudos, ele relatou no Livro dos Sith: Segredos do Lado Sombrio sobre querer criar um ser semelhante ao Escolhido, da Profecia Jedi, dizendo que poderia fazê-lo ter mais de 20.000 na contagem midi-chloriana, fazendo uma obra Sith ser tratada como divindade Jedi. Ele relata também que, conseguiria criá-lo, manipulando os midi-chlorians em alguma mulher. Ele realizou este experimento em 41 anos antes dos eventos de Uma Nova Esperança, e, nove anos depois, nos eventos de A Ameaça Fantasma, ele soube da existência de um garoto, cuja contagem midi-chloriana era a maior da história: Anakin Skywalker.

Porém, conforme Plagueis dizia sobre a Força poder “rebater” e “responder”, acabamos descobrindo que, Anakin, era de fato o Escolhido, e não um ser semelhante a ele, conforme Plagueis, sendo Anakin uma resposta da Força aos experimentos de Plagueis, para impedir ele e os Sith.

Confirmação

Anakin é testado pelo Pai, em Mortis

Se já não bastasse as confirmações que tínhamos, ainda há a confirmação mais explícita de que Anakin é de fato o Escolhido, no Arco de Mortis, durante a terceira temporada da série The Clone Wars, onde Anakin, Ahsoka Tano – sua Padawan – e Obi-Wan vão até o planeta de Mortis, onde viviam as entidades da Força: O Pai, A Filha e O Filho.

Anakin acaba sendo testado pelo Pai, pois ele e seus filhos acreditavam fortemente que Anakin era o Escolhido, e, ele testa Anakin quando manda seus filhos pegarem Ahsoka e Obi-Wan, cada um pegando um. Anakin só poderia resgatar um, mas conforme vemos, ele consegue subjugar através da Força tanto o Filho quanto a Filha, que eram as encarnações e representações do Lado Sombrio e Lado da Luz, respectivamente, enquanto o Pai era a encarnação e representação do equilíbrio – os dois lados. O Pai confirma a Anakin que ele era o Escolhido, pois somente o Escolhido poderia subjugar e controlar ambos os filhos dele.
No final do arco, o Pai diz que Anakin restaurou o equilíbrio no planeta – e na família dele -, e que ele faria isso para o universo.

Profecia Cumprida

Anakin cumpre a Profecia, ao matar Darth Sidious e sua própria parte Sith

Durante os eventos finais de O Retorno de Jedi, vemos a Profecia sendo finalmente cumprida, quando Darth Vader, vendo o Imperador Palpatine matando seu filho com relâmpagos da Força, decide então redimir-se, e abraçar a Luz, como relutava a não fazer há tempos.

Ele cumpriu a Profecia, ao destruir os Sith, e seu eu Sith próprio, com a ajuda de Luke Skywalker, seu filho, que foi uma peça-chave para a cumprição da Profecia. Anakin, assim como vemos no Arco de Mortis em The Clone Wars, dominou os dois lados da Força: Fora um poderoso Cavaleiro Jedi, e um temido Lorde Sith. Ele consegue se redimir ao matar os Sith, voltando à Luz. Mas por quê matar especificamente os Sith, traria o equilíbrio para a Força? É aqui que entramos na dissecação do equilíbrio literal da Força.

O Equilíbrio

Mãe Talzin, e suas Irmãs da Noite

Há diversas interpretações diferentes do equilíbrio na Força, que muitas pessoas acabam criando, porém, há um conceito verdadeiro e literal sobre o que realmente seria o equilíbrio, que, no caso, seria a destruição e extinção dos Sith.

Os Sith, segundo o próprio criador da saga, George Lucas, são um câncer na Força; como se fossem uma abominação que só traz caos e morte. Ele enfatiza que o equilíbrio entre os dois lados – Lado Sombrio e Lado da Luz – é importante, tendo que estar em equilíbrio com os dois, pois ambos são naturais de todos os seres – o que, de fato, é verdade -, mas tendo-os que controlar. Sendo assim, ele especifica que, o grande problema realmente são os Sith, e não o Lado Sombrio.

Em uma entrevista a Bill Moyers – jornalista -, George fala sobre os Sith serem como um câncer na Força, e enfatiza a questão de tanto o Lado Sombrio quanto o Lado da Luz necessitam ficar em equilíbrio, reforçando mais o fator dos Sith serem o grande problema.

Um dos temas ao longo dos filmes é que os Lordes Sith, quando começaram há milhares de anos, abraçaram o Lado Sombrio. Eles eram gananciosos e egoístas – centralizados em si mesmos -, e todos eles queriam assumir o controle, então eles se matavam…nunca poderia haver mais do que dois deles, porque se houvesse, eles tentariam se livrar do líder, exatamente o que Vader estava tentando fazer, e isso é exatamente o que o Imperador estava tentando fazer. O Imperador estava tentando se livrar de Vader, e Vader estava tentando se livrar do Imperador. E essa é a antítese de um relacionamento simbiótico, no qual se você faz isso, você se torna um câncer, e acaba matando o hospedeiro, e tudo morre. […] O filme é basicamente sobre o Lado Sombrio e o Lado da Luz, e esses lados são projetados em torno da compaixão e ganância. E todos nós temos esses dois lados, e temos que ter certeza de que esses dois lados estão em equilíbrio.

Quando pensamos na Força, e organizações relacionadas à ela, logo pensamos em Jedi e Sith, por serem as maiores, mas existem outros cultos e organizações da Força que contribuem e interferem no equilíbrio dela. Um exemplo de organização da Força além de Jedi e Sith, são as Irmãs da Noite – uma seita de mulheres que praticam bruxaria no planeta de Dathomir, lideradas pela Mãe Talzin.

Ainda que elas chamem de bruxaria, no livro Legends, Livro dos Sith: Segredos do Lado Sombrio, ficamos sabendo que elas de fato utilizam a Força – mais especificamente, o Lado Sombrio. Porém, elas não atrapalham no equilíbrio; apenas contribuem para ele, fazendo seu papel, assim como outras organizações do Lado da Luz, Lado Sombrio e neutros. Já os Sith, como o próprio Lucas disse: são como um câncer na Força. Sempre conspirando para dominar a galáxia, colocá-la em guerra, causarem o caos e a morte, e serem egoístas ao extremo.

De fato, Anakin cumpriu a Profecia, restaurando o equilíbrio na Força, extinguindo os Sith da galáxia, ainda que haja outros tipos de Sith no Antigo Universo Expandido, após O Retorno de Jedi. No cânone, parece que a Lucasfilm está querendo respeitar esse conceito literal, até então, pois não há mais Sith após os eventos de O Retorno de Jedi no novo cânone, além de Pablo Hidalgo, executor criativo e membro do Story Group Grupo de História da Lucasfilm -, já ter confirmado que, Anakin de fato é o Escolhido, em seu Twitter.

Nos resta saber se a Profecia terá algo diferente do conceito Legends dela. De qualquer jeito, Anakin permanece sendo o Escolhido no novo cânone, e o importantíssimo Arco de Mortis também, já que a série The Clone Wars faz parte do cânone.

E aí? Você interpretava a Profecia e o equilíbrio da Força de que modos? Deixe nos comentários!

João Pedro Duarte

16 anos, estudante, Fã de Star Wars. Administrador nos veículos Star Wars Storyteller, Mundo Star Wars, Ordem Sith Brasil, Cast Wars, Jedicenter e Expandindo Universos. Membro de comissão da União Star Wars.